24 maio 2015

Resumo da semana dos blogs

Amanhã teremos só posts de valor sobre os trapos dos Globos de Ouro, que estava tudo muito compostinho, sim senhores, os outfit "parecia uma vaca gorda" serão elevados à categoria de "escolha menos adequada", os "prémio Maga Patalógika" serão afinal "vestido demasiado escuro".

E nós a ver que não...

23 maio 2015

Grande cena

Talvez a melhor cena de cinema seja a de Marlon Brando, o Padrinho, pois claro, quando tranquiliza Johnny Fontane que o lugar será dele, afinal Don Corleone fez uma oferta que ele, um tal Woltz, não poderá recusar, não é só uma grande frase, bastante corrente em reuniões de Conselho de Administração em que o CEO já não tem mais ideias, mais tarde havíamos de saber que o tal Woltz teve que escolher entre ter os seus próprios miolos ou o nome de Fontane no contrato, percebe-se aqui que o tal Woltz tinha miolos e soube escolher, retenho da cena um Don Corleone com uma gravata papillon desalinhada e a testa de Don Corleone, sem rugas até ao momento em que Fontane, descrente dos poderes que são o que são, ousa dizer que é demasiado tarde e é nesse preciso momento que a testa de Don Corleone se enruga, não querendo crer, esta é um dos meus alinhamentos de frases favoritos, querendo crer, não querendo crer, dizia eu, que Fontane, um afilhado, tivesse acabado de proferir palavras insensatas, "it's too late", nesse momento a testa de Don Corleone sinaliza que Fontane passou das marcas, fosse eu Don Corleone e talvez deixasse que Fontane tivesse razão, que fosse demasiado tarde para fazer uma oferta irrecusável.

Teaser

Um destes dias o grande Lourenço Bray contava-nos qual era o melhor exemplo de representação que lhe tinha passado sob as vistas e eu fiquei a pensar na situação, os meus posts ficam em rascunho numa parte do meu cérebro que também é usada para guardar letras de velhas músicas de José Cid e Quim Barreiros, a diferença entre estalactites e estalagmites, quem era o avançado do Sporting na temporada 85-86 ou como se chama a capital do Quirguistão.

E eu também tenho a minha cena favorita de filme. Previsível.

Que estás a fazer neste momento, Pipoco?

19 maio 2015

Déjà vu

Em boa verdade eu nem sei se a Carmen desejava mesmo o Escamillo, as mulheres bonitas são assim, fazem de conta que preferem os maus rapazes e o Escamillo, Toreador, era um mau rapaz, só os maus rapazes é que frequentam locais como a taberna do Lillas Pastia, acredito que a Carmen acabaria por se fartar do Escamillo, nenhuma mulher, e aqui falamos de mulheres bonitas, suportaria muito tempo a trilogia torero/mulheres/taberna do Lillas Pastia, acredito que a Carmen gostasse de fazer ver às outras mulheres que era poderosa, tão poderosa que conseguia os favores de Escamillo, marcação de território, nisso as mulheres bonitas são excelentes, mas no fim as mulheres bonitas acabam todas por ficar com tipos como Don Jose, um tipo recomendável, casa-trabalho-casa, emprego seguro como cabo do exército, a farda, sempre a farda, era só Don Jose ter aguentado a pressão e a coisa duraria dias, tenho a certeza, e acabaria por ficar com Carmen, não havia necessidade de lhe ter espetado a faca no peito, foi uma maçada, os maus rapazes acabam todos por morrer cedo, de cancro no fígado e restam os Don Jose, fiáveis e honestos, eu nem sei se a Carmen queria mesmo ficar com o Escamillo, não sei se já tinha dito.

16 maio 2015

Um homem percebe que iniciou o seu declínio. ..

...quando abre a porta do frigorífico e constata que lá dentro há mais garrafas de Água das Pedras do que de Super Bock.

15 maio 2015

Não deve ser isso, pois não?...

Com um par de posts que não são grandes geradores de tráfego (embora sejam posts bem escritos, com grande actualidade e de qualidade bastante acima da média), o dia de hoje está a ser o dia de maior tráfego de que me lembro.

Não deve ser por causa daquilo de tirar a roupa, pois não?

Resumo

As miúdas mereciam um enxerto de porrada, as miúdas já tiveram a sua dose e estão arrependidas, os pais das miúdas é que são os culpados porque não lhes deram educação, os pais das miúdas é que são os culpados porque não lhes deram porrada, os pais das miúdas não têm culpa nenhuma e são gente de bem e estão de rastos, as miúdas deviam ir para um internato, as miúdas deviam ter uma nova oportunidade, se o miúdo fosse meu filho eu ia à Polícia, se o miúdo fosse meu filho eu ia atrás das miúdas para lhes dar uma coça, o miúdo fez bem em não se defender, o miúdo nem se tentou defender, o miúdo alguma coisa deve ter feito, as miúdas não tinham noção da gravidade do que faziam, as miúdas sabiam bem como era grave e até paravam a porrada quando pressentiam alguém, a escola é que tem a culpa, os pais é que têm a culpa, a sociedade é que tem a culpa, as redes sociais é que têm a culpa, eu nem consegui ver mais que dez segundos que quase tive um afrontamento, eu não vi mas contaram-me.

Eu acho que os telemóveis não deviam ter câmara de filmar.

E tu Pipoco, não tens também uma historinha de bullying para contar às pessoas?

Não.

(a não ser aquela situação do badocha dos óculos que fazia colecção de selos, ou lá o que era)

(ou daquela vez em que abusei da sorte e os tipos afinal tinham uns amigos demasiado grandes)

(mas ninguém filmou, aquele era o tempo em que os telemóveis ainda não existiam)

14 maio 2015

Whishful thinking

Primeiro o Tio Pipoco falou sobre pintura e a pintura espalhou-se pelos blogs, depois o tio Pipoco debruçou-se sobre a temática dos cães e multiplicaram-se os cães nos blogs.

Amanhã o Tio Pipoco tira a roupa, estou a avisar...

É pelo olhar que um homem ama o seu cão

13 maio 2015

Porque leio blogs?

Porque, em lendo, fico sabendo que, se encontrássemos as miúdas havíamos de lhes dar um enxerto de porrada, que ninguém disto dos blogs cumprirá jamais o acordo ortográfico, que ninguém sabia que os miúdos dão uns calduços uns aos outros de vez em quando, que a grande pintura tomou conta dos blogs.

Uma coisa nova por dia: conduzir um carro eléctrico

Teaser

12 maio 2015

Grandes turn-off na vida de Pipoco

Mulheres com decote que sim senhores, muito bem, e tal, mas depois estão sempre a ajeitar a situação, quase que temos vontade de lhes ofertar um xaile para se aconchegarem.

Mulheres que me fazem lembrar as Manas Lousadas.

Mulheres que me interrompem quando estou a falar e dizem "não se esqueça de onde vai".

Mulheres que me telefonam a perguntar porque razão não lhes telefonei.

Mulheres com voz de Cristina Ferreira.

Mulheres que dizem "Quem?" quando lhes falo de Pamuk.