30 junho 2016

Na bola como nos blogs

Quanto pior se é, mais longe se chega.

27 junho 2016

Pipoco faz a piada fácil

Afinal a Inglaterra saiu mais cedo do que se esperava...

Pipoco constata com apreensão

Apesar dos vários projectos que vão aparecendo, uns mais rústicos, outros a apostar no colectivo, outros ainda a tentar a sorte em nichos de mercado onde se percebe que só há lugar para um, a verdade é que, tanto quanto me lembro, o Palmier Encoberto foi o último blog a ter uma relativa notoriedade nisto dos blogs.

26 junho 2016

Pipoco deseja coisas

Estou aqui a ver o jogo e a desejar que a Hungria arranque um daqueles livres que batem na barreira e entram e depois ganhe na lotaria dos penalties.

É que, se nos calha a Bélgica, a jogar à bola como estão...

24 junho 2016

Queres saber qual o verdadeiro impacto do Brexit? Pipoco explica

O whisky escocês vai ficar mais caro, o que não é necessariamente coisa ruim, o verdadeiro problema seria se tivéssemos um Irlexit e o Old Bushmills pagasse tantas taxas alfandegárias que acabasse por ficar mais caro que Chateau Lafite do meu ano.

Vamos ter menos ingleses da classe média-baixa no Algarve, o que nos poupará os olhos ao efeito nefasto do binómio queimadura de segundo grau e camisolas de alças.

A Ryanair desviará aviões da rota Manchester-Faro e talvez os use para fazer Lisboa - Ilha das Flores, o que seria bastante conveniente para mim, nesse improvável dia em que acordasse com vontade de voar na Ryanair e mergulhar em frente à  Fajã de que agora não me lembro o nome.

O William Carvalho e o Slimani vão pensar dez vezes antes de pensar que o campeonato inglês paga melhor que o Sporting.

Os meus fatos feitos por medida ali para os lados de Chelsea vão ficar mais em conta e, com a diferença, poderei ir ver um Everton-Tottenham sem ficar a pensar que é uma coisa excessiva ficar na central.

Brexit

(todos os bloggers têm hoje um post com este título e eu, que estou cá pelo convívio, quis saber qual era a sensação)

23 junho 2016

Pequenos momentos que fazem o dia de Pipoco

Umas senhoras muito gentis, de ar nórdico, pedem-me indicações para chegar ao museu do Benfica.

Espero que apreciem o upgrade que resultará das preciosas indicações com que as instruí...

22 junho 2016

Sondagem

Sai post sobre a hecatombe da Caixa Geral de Depósitos, sobre a problemática da saída do Reino Unido da União Europeia ou sobre o microfone do tipo do Correio da Manhã que o CR7 mandou para o fundo do lago?

20 junho 2016

Os problemas das mulheres

Memória com geometria variável.

19 junho 2016

Depois do jogo

No fim do jogo, silenciosos, taciturnos, cofiando a barba de três dias, revendo mentalmente as oportunidades falhadas, fazendo contas de cabeça à conjugação de resultados de futuros, dois homens, o Menezzes de Vasconcellos e eu, estão a caminho do Pied de Couchon, onde está apalavrado há mais de dez anos um repasto de Tentações de Santo António, um Bollinger acompanhará na perfeição a degustação das partes menos nobres do animal, acabarão a noite com um gin tónico que, com uma boa caminhada até ao hotel, ajudará à digestão difícil, do jogo e do jantar, discutindo filosoficamente a inquietante problemática sobre se valerá a pena ir ao terceiro jogo e concluindo por uma decisão mais tardia, dependendo de se poder fazer reserva no Prairial.

18 junho 2016

Que estás a fazer neste momento, Pipoco?


Nós por cá

A meio da tarde atendi o telefone e era o Menezzes de Vasconcellos, "estás cá, não estás?", e eu não precisei de perguntas para saber que cá era aqui e disse que sim e logo ali se apalavrou jantar no Le Procope e acabámos a fumar Partagas numa esplanada nos Campos Elíseos, segurando na mão um cálice de bom conhaque e ficando, sem querer, nos retratos tirados por paus de selfie de chineses sorridentes, que quase imediatamente os colocarão em redes sociais onde nem eu nem o Menezzes de Vasconcellos escolhemos estar, nós silenciosos, pensando que a vida não é tão má como alguns a pintam.

15 junho 2016

O Euro é uma espécie de Festival da Canção

Antes de a coisa acontecer somos sempre favoritos, parece que este ano é que é, pois se até os do Liechenstein confidenciaram nos bastidores que sim senhores, este ano tínhamos ali bom material, pois se o artista levantou o polegar e sorriu, tudo bons indicadores...

(e depois acontece a chamada vida real)

14 junho 2016

Pipoco acaba de decidir

Vou a Paris ver o próximo jogo, aquela rapaziada precisa de mim.

Ainda da Ferrante

A única coisa que me prendeu a atenção foi o último parágrafo do livro, aquela situação do tipo que entra por ali dentro com os tais sapatos.

Atendendo a que eu não aguento outra dose de Ferrante, não haverá alguma alma caridosa que me informe se aquilo  fica assim, como se nada se tivesse passado, ou se ela despacha imediatamente o mamífero que não cumpriu com a palavra dada?

Súmula disto dos blogs - A Pipoca mais doce

É sobre uma rapariga que escrevia coisas lá da vida dela e as pessoas gostavam tanto daquelas tropelias que a rapariga agora tem a vida toda patrocinada e as pessoas continuam a gostar. Cada vez menos, mas ainda assim, a gostar. Cá estaremos daqui a quarenta anos, quando a nossa Pipoca mais Doce for uma marca com a patine de uma Pasta Medicinal Couto ou um Restaurador Olex e nos vender fraldas para incontinentes e pomadas para o reumatismo, sempre escrevendo em pareceria com, obviamente.