25 abril 2020

Um post por dia até ao fim de Abril - Dia 41

Os que hoje me enviaram as odes mais inflamadas de quanto vale a liberdade foram aqueles a quem pedi que deixassem de me enviar cópias da imprensa do dia acabada de sair.

7 comentários:

  1. E seriam poucos, muitos... ou nenhuns?
    .
    Viva a Liberdade
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Sabe o que lhe digo, Dom Pipoco?
    Só com provas eu acredito!
    Mostre lá a Ode mais inflamada dessas remas que recebeu...mostre!

    ResponderEliminar
  3. Cláudia Filipa25.4.20

    Pipoco, posso dizer que ver gente a cantar, com convicção e sentimento, Grândola - Vila Morena, comove-me a valer, e mesmo eu a cantá-la, comove-me, e, para além de ser uma das minhas canções preferidas, acho-a mesmo do caraças de boa, também penso que não poderia existir melhor hino para celebrar a liberdade. Posso, não é Pipoco? Claro que posso dizer.

    ResponderEliminar
  4. Gostava imenso de conseguir escrever assim um suminho desses em duas linhas. Poupava um tempão neste desafio diário.

    E percebo: é como as cópias de CD (para os mais novos que aqui passem: CD = Compact Disc, um suporte físico para gravar música), a importação de filmes da Internet, etc. Não sei se importação é o melhor termo.

    ResponderEliminar
  5. Até ao "fim de Abril"?! De Abril?! Com mil milhões de raios e coriscos! O meu caro está a esmorecer? A luta continua. O Povo unido... Pronto, pronto, não consigo escrever isto sem soltar uma gargalhada e acordar A Mulher.

    ResponderEliminar
  6. A propósito, caro Pipoco, por favor apague alguns seguidores da lista ali à direita. Sim, ali acima à direita. A minha fotografia está quase a desaparecer.

    ResponderEliminar
  7. Isso. Tudo dito.
    Um abraço convicto.
    Carla Silva Cardoso

    ResponderEliminar