19 outubro 2013

Um homem pode chorar...

...diante do 3 de Mayo de Goya, com as primeiras páginas de Ernestina, com Barenboim a dirigir, com o nascer do sol na lezíria e, naturalmente, com o golo que o Ibrahimovic marcou hoje.

22 comentários:

  1. Anónimo19.10.13

    Estou em crer que o Ruben P também chorou com o golo.E bem se há-de ralar com o 2 ou o 3 de Mayo, o Barenboim ou o Karajan.... mas lágrimas é para todos.

    ResponderEliminar
  2. só amanhã meu caro. hoje já estou assoberbado de simbolismos de origem feminina. os mais doces e fatais...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20.10.13

    Cada um chora com as lágrimas que lhe couberam em sorte.
    Choro com "Carvão de lenha" e cada lágrima contém o agradecimento à humanidade que a vida nos devolve com o olhar.
    Se quisermos.

    Maria Helena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. faço minhas, as suas palavras, Maria Helena, porque simplesmente não encontro nenhumas que valham.

      Eliminar
  4. Ó Pipoco Salgado, quanto do teu sal são lágrimas de Portugal...

    ResponderEliminar
  5. OCorvo20.10.13

    Eu, que sou eu, confio sempre num homem que chora.
    Tal simbiose já nao se passa com um que ri, que com esse fico sempre de pé atrás.
    Tenho sempre a estranha sensação de que se ri, é porque já encontrou um bode expiatório em quem botar as culpas.
    Mas claro, isto sou eu que sou eu.

    ResponderEliminar
  6. ainda estou a tentar acompanhar... isso do golo não pode ser literal, penso, sintónico... fleumaticamente sinistro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OCorvo20.10.13

      Pois tambem acho. Farto-me de procurar e não chego lá. Começo a preocupar-me seriamente se não havera algo de muito sinistro por detrás dessa jogada.

      Eliminar
    2. concordo meu amigo. estará o amigo Salgado a referir alguma película de duvidosa proveniência? é plausível, na sequência de várias peças artísticas, a pintura, longos mosquetes prestes a crepitar sobre braços abertos, a literatura, a música, talvez o cinema sublimado no esforço físico dos corpos, essa perfeita sinédoque de um mundo perdido, alheado do mavioso pensamento, doce empíreo, perpetuamente submetido ao caos entrópico da matéria? e o clímax? golo freudiano?
      será mera ilusão induzida pela prosa do nosso anfitrião? talvez pelo nome da baliza lá consiga chegar. sou ávido cinéfilo desse género. infelizmente esta minha pobre memória retém apenas nomes de belas actrizes. devo ter algo solto aqui dentro. ou então o amigo Salgado anda a preparar alguma. primeiro as velhinhas, agora isto...
      poças, agora sinto-me estranho, afligido por pensamentos pecaminosos...
      onde estás Palavras?

      Eliminar
    3. Adelaide21.10.13

      A sua prometida está a ver a Gala da casa dos segredos, não sabia?
      Se eu fosse a sua noiva não o trocava, mas o amor de algumas mulheres é muito instável, e como o onónimo escolheu mal agora só pode chorar.

      Eliminar
    4. Quando não estou aqui a comentar estou a instruir-me para poder comentar. Um dia sintaxe, outro morfologia, outro semântica. Um ou outro livro (mas só o prefácio e a contra capa) e por vezes junto a leitura de umas críticas de cinema e música e depois faço de conta que vi e ouvi. No restante tempo trato da minha beleza - Não quero que as letras de Palavras fiquem arcaicas.

      Eliminar
  7. eu, que sou mulher já evitei algum choro por achar pieguice. Agora, que já sou crescida, choro por muita coisa, desde que valha a pena. Pra homem é capa de haver outra receita, mas isso ...é capaz de ser preciso um curso para opinar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OCorvo20.10.13

      Chorar é de homem e nunca de mulher, pelo menos da mulher que é mulher que essa não chora. Faz chorar.

      Eliminar
  8. http://www.cosmopolitan.com/sex-love/relationship-advice/why-men-cry-1008

    ResponderEliminar
  9. OCorvo20.10.13

    Bem; como o caso aqui se trata de pranto, prantar; e no masculino o que leva a coisa se não para mais grave, pelo menos para uma outra curiosidade; tenho para mim que só há um motivo válido na vida de um homem que lhe justifique as lágrimas. A mulher.
    Assim sendo, passo a explicar:
    Que se seguida não mais vos fará chorar.


    Não pergunteis a uma mulher por que vos ama

    Nem à Flor por que desabrocha

    Como água que corre e no mar se escoa

    Aceitai grato quando a vida vo-la outorga





    Não interrogueis os mistérios da Criação

    Pois se a Deus praza que não feneça a beleza

    Não ouseis vós, pois que fátua é a presunção

    Desvendar o que da mulher é essência.



    Não pergunteis a uma mulher por que vos ama

    Limitai-vos a perguntar-lhe se vos ama.

    Para todas e todos uma excelente noite e que amanhã, e se possível durante a semana toda, façam por que este país medre mais um pouco, isto porque, a minha reforma é uma miséria.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. romântico e poeta meu caro amigo.
      mas não perguntemos, limitemo-nos a imaginar...

      Eliminar
    2. Adelaide20.10.13

      Foi Lindo! O Corvo é um romântico e um cavalheiro. Gosto.!

      Eliminar
    3. Fogo! Isso é coisa para impressionar qualquer uma (desde que saiba ler).

      Eliminar
  10. Só Barenboim me fez chorar. Ibrahimovic jamais o conseguiria.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo21.10.13

    Bom Dia, alguém me pode esclarecer por que não são permitidos novos comentários no post de hoje ? Isto é, é uma situação normal ? Estou a perguntar com total ingenuidade.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo21.10.13

    O Título do post "é Post para dois comentários" . Lá estão eles já.

    ResponderEliminar
  13. Louvre do golos com ele, já.

    Mas vamos lá guardar a síndrome de Stendhal para outras demandas.

    ResponderEliminar