28 setembro 2010

Das dúvidas que me atormentam

O que me tolda o espírito e me impede o deboche absoluto é a eterna incerteza sobre se as que me têm como ódiozinho de estimação se aguentariam ao balanço se a mim também me apetecesse, digamos, explicitar aqui as minhas opiniões cifradas sobre o que penso do que escrevem mai-las coisas que vão gentilmente partilhando com o vasto auditório?

(eu sei, eu sei, eu não tenho ódiozinhos de estimação, isto sou eu a fazer de conta)

20 comentários:

  1. Acho que se aguentariam ao balanço. Experimenta.

    (diz a que gotas de ver o circo pegar fogo)

    (e todos os temos... não sejas tão menino da sacristia a um mês de ir para as missões em África)

    ResponderEliminar
  2. Não sei, anouc. Depois elas ainda me tiravam da lista de preferidos ou fechavam os blogs ou esgotavam o stock de antidepressivos da cidade e isso era capaz de dilacerar o meu velho e pedregoso coração.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo28.9.10

    "ódiozinho" ou odiozinho?
    Hoje esta era a única dúvida que devia de te atormentar.

    ResponderEliminar
  4. Devia de me atormentar ou devia atormentar-me? (só dúvidas, só dúvidas...)

    ResponderEliminar
  5. Aqui quem não aguentou foi o Pipoco que retirou o meu link dos meus links. Oh. Pois. Mas não faz mal. Eu deixo.

    ResponderEliminar
  6. o meu link dos seus links*. era isto.

    ResponderEliminar
  7. Normalmente uma mulher "não se aguenta ao balanço", apesar de identificar perfeitamente os pontos fracos do adversário, porque toma como pessoais (todos sabemos que numa guerra, se a queremos ganhar, isto, de levar a peito, não pode acontecer) [onde é que eu ia? ah, pois!]os ataques do adversário. Ora, dos pontos fracos do Pipoco já conhecemos alguns (vaidade, paternalismo, bondade, horror à indiferença), portanto, é favor não se pôr a jeito.

    [é desta!]

    ResponderEliminar
  8. Anónimo28.9.10

    Parabéns rapaz! Estás a ficar cor-de-rosinha! :)

    ResponderEliminar
  9. É oficial, tens um blogue cor-de-rosa sem teres que escrever sobre vernizes. És o meu herói. Vá, quero ver-te pelo menos tentar...
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Pipoco,
    touché. Depois de relembrar as fêmeas que gostamos mesmo é de um bom pé no traseiro, agora belisca-nos com a eventualidade de um olhar mais demorado sobre o dito traseiro, salvo seja.
    Pipoco, sou sua fã.

    ResponderEliminar
  11. lollllllllllllllllllll lindo!

    ResponderEliminar
  12. Chateia-me que já ninguém tenha indiferenças de estimação. Andam para aí a gastar o ódio todo antes dos saldos...

    ResponderEliminar
  13. o deboche não, há para aí muito blog dedicado a isso... assim estilo snob/chique é mais original|

    ResponderEliminar
  14. Mulher Certa, porque lhe reconheço (alguma) originalidade e porque diz o que lhe apetece sem a cobardia do anonimato, mando-lhe a explicação em forma de mail, em tendo tempo.

    ResponderEliminar
  15. Maya, de castigo vai ler a minha obra desde o post primeiro, estão lá os meus pontos fracos todos e nenhum deles é dos que refere. (e são muito mais que quatro, sempre a ajudo)

    ResponderEliminar
  16. ah, mas que importa!? A complacência faz parte da essência de qualquer blogger snob-chique. É uma espécie de superioridade moral cool.

    ResponderEliminar
  17. retira o link porque me reconhece originalidade? oh. espero pelo email, sendo assim.

    ResponderEliminar
  18. Ah, mas isso é o que o Pipoco julga. Eu estou a ver do lado de fora. E o Pipoco de dentro para fora. Distorcidamente, portanto. Naturalmente, que os seus defeitos serão muito mais que 4. Virtudes também são muitas, adivinho.

    [sabe, Pipoco, eu nunca olho para o que as pessoas dizem, mas para o que fazem, e neste seu caso, do que e como o Pipoco escreve]

    ResponderEliminar
  19. Que nada te prenda a lingua! Manda-te a ela como se não houvesse amanhã!

    ResponderEliminar
  20. Eu coloquei o teu nome algumas vezes no meu blog, mas para dar exemplos de certas coisas. Não ando para aqui a maltratar o pessoal, nem tenciono. Tudo bom boa intenção :) Mas peço desculpa se não o posso fazer, até porque és das pessoas que comento mais no meu blog.

    ResponderEliminar