24 maio 2010

Pipoco junta-se à tribo e também escreve sobre os Globos de Ouro

E pensar que a Bárbara Guimarães já fez parte do meu imaginário libidinoso...

12 comentários:

  1. Aquele cabelo era uma coisa asquerosa.

    ResponderEliminar
  2. lol... olha que eu cataloguei a tribo de "ressabiadas, gordas e invejosas". Não te tenho por essa conta!

    Bjitos

    ResponderEliminar
  3. A mulher assusta-me.

    ResponderEliminar
  4. Se conseguires esquecer os globos, o que não é muito difícil, poderá continuar a fazer parte do teu imaginário. Ou não! :)

    ResponderEliminar
  5. Continua a ser um imaginário terminado em oso, mas começado agora por pir, fatel ou gordur.

    ResponderEliminar
  6. Don´t!É melhor não pensares nisso, ou as consultas de acompanhamento pós-traumático vão sair caras...

    ResponderEliminar
  7. Ela também casou com um grandessissimo gay...não te sintas mal.

    By the way, great book!

    ResponderEliminar
  8. a babá era daquelas gajas que na TV me parecia uma bimba do caraças e que ao vivo era bem mais interessante. Mas nunca constou do top5. Nem do top10. Ou mais. Hoje em dia... até nem está assim tão mal para a idade, filhos e sobretudo companhia que atura todos os dias. O Pedro Miguel Ramos é que ficou a ganhar, esse é que se orientou muito bem.

    ResponderEliminar
  9. Eu cá estou revoltada com a Bárbara Guimarães. O senhor que me atura o mau feitio anda com o relógio biológico a fazer tique taque, a Bábá a passear-te algo grávida na tv não ajudou ao sossego da minha pessoa e dos meus óvulos.

    ResponderEliminar
  10. Did uou notice? a Barbara agora tem a boca torta....sera que o Carrilho tem alguma coisa torta?......nao sconsigo deixar de pensar nisso, quando vejo aquela mulher e pergunto: como é que ela ficou com a boca à banda?

    ResponderEliminar
  11. aposto que tinha tudo a ver com a boca!

    ResponderEliminar