20 julho 2018

Da arte do jogo

Propus-lhe então um empate, dadas as circunstâncias parecia-me razoável, as probabilidades jogavam a favor dela, tinha um jogo ligeiramente melhor, a minha aposta foi que ela se aborreceria com o jogo da espera, com os meus silêncios, com o meu ar taciturno.

Perdi. Ele há ocasiões em que me esqueço que baixar a guarda é fatal.

7 comentários:

  1. ...esquecendo-se, também, de que há mulheres muito boas na arte de jogar xadrez.

    ResponderEliminar
  2. O jogo será, sempre, um perder hoje, um ganhar amanhã :-)

    Boa tarde, Sô Pipoco

    ResponderEliminar
  3. Pode ser uma daquelas raras situações em que se ganha quando se perde...

    ResponderEliminar
  4. Raios e coriscos, isto ainda é a respeito daquela viagem de avião com a boneca da Zara que sentaram a seu lado?

    A propósito, não há quase nada mais intelectualmente erótico que ser vencido por uma mulher no xadrez.

    Desconheço o motivo que leva a perfídia que esta pobre esponja aloja neste agastado crânio, alojamento low cost sem qualquer dúvida, a referir o xadrez.
    Como em tudo na vida, quando baixamos a guarda é provável sermos atacados por trás, porca miséria, ouço eu dizer.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23.7.18

    Dom Pipoco, deixou-me consfusa...isto não é passado? Parece-me que no "agora" ganhou a aposta. Estarei errada Dom Pipoco? Pois cheira-me que afinal o jogo do gato e do rato, virou-se contra si, com um belo estalo.Há apostas que levam a indigestões tramadas....até o estômago azeda. Mas cada um, têm o que merece.

    ResponderEliminar
  6. Cláudia Filipa28.7.18

    Ora, é o que eu digo, lá está, tem um coração de manteiga que não consegue manter os silêncios e o ar taciturno para sempre. Perdeu nada, quando se joga sem maldade e com arte, ganha-se sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo30.7.18

      No passado, Dom Pipoco perdeu...no presente ganhou vitorioso! Se jogou com arte?...tenho as minhas dúvidas.

      Eliminar