07 novembro 2016

Umas votaram "Conjurado". Outras não.



27 comentários:

  1. Cláudia Filipa7.11.16

    Ora, as segundas são, claramente, as das purpurinas, nunca as que têm o extremo bom gosto de votar Asherah...

    ResponderEliminar
  2. Vê-se bem que essas segundas são bloggers que não pediram a opinião dos seus leitores sobre que vestido se deve levar a um casamento!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa7.11.16

      (desculpe Palmier, mas a Cuca não merece isso das purpurinas...)

      Eliminar
    2. Lady Kina7.11.16

      Cláudia, por Asherah!, não está a falar a sério, pois não?

      Eliminar
    3. Cláudia Filipa7.11.16

      Lady Kina, o assunto é, obviamente, demasiado sério para me pôr com brincadeiras...

      Eliminar
  3. Cláudia Filipa7.11.16

    (Pipoco, vote Asherah, pense no bem da Cuca, sabe que, no fundo, no fundo, é o nome que assenta melhor ao navio da Pirata, Vá lá Pipoco, ninguém vai ficar a saber...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tou contigo, homónima

      :)

      Eliminar
    2. Cláudia Filipa7.11.16

      E está muito bem :)

      Eliminar
  4. Lady Kina7.11.16

    As coisas são como são e afinal o que importa é mesmo o empratamento?

    (até já as há dissidentes só porque não gostaram de ver-se na fotografia)

    ResponderEliminar
  5. Anónimo7.11.16

    (eu votei em "cimitara de purpurinas", pareceu-me mais...sonante)
    (ahahahahah),
    vw

    ResponderEliminar
  6. Peço desculpa pela minha intromissão mas existem os outros, os homens, que podem ter um importante papel nesta votação, embora as imagens femininas tenham um efeito mais requintado no post, conferindo-lhe assim um aspecto mais apelativo ou imediato.

    ResponderEliminar
  7. A avaliar pelo resultado da tragédia, digo, da sondagem, parece-me que as pessoas estão a precisar se lhes explique que a segunda imagem é a correspondente ao eleitor purpurina...

    ResponderEliminar
  8. Quantas coisas acontecendo por aqui e eu sem saber de nada. Sei que não fui convidada para ir às urnas baptizar o Galeão da Pirata mais temível, porém simpática, da blogosfera; a tal que pertence a essa elite (proletária) do jet7 nacional.
    Pelo que me é dado observar, assim à prori, penso caro PMS, que as Damas que votaram "Conjurado" ficaram a pertencer ao grupo das misses de cima - as que estão a usar os modelitos de Coco Chanel dos anos 60.
    Logicamente, as "Esconjuradas", ficaram irremediavelmente remetidas para a lista das 20 mais mal vestidas, como se pode ver na foto a cores.

    E, agora, vou remeter-me à minha insignificância. Com sua licença...

    Maria, a 'Conjurada'.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina7.11.16

      Toninha, não sei se posso usar do diminutivo carinhoso, porém atrevido: As pessoas que se dizem piratas mas desdenham dos "mal vestidos" e de prémios nobel atribuídos a poetas que não constam de listas de escritores nem cumprem os protocolos da literatura convencionada, mais não merecem do que ostentar em seus barcos o nome que melhor desmascara os respectivos fúteis e fracos espíritos: Cimitarra de Purpurinas.

      Eliminar
    2. Cara Lady Kina, não sou muito dessas pieguices de diminutivos, mas se me garante que "Toninha" é algo assim a atirar para o carinhoso, até que aceito com algum prazer.
      Quanto ao que alvitra sobre a nobre e valorosa Capitã Cuca, não me parece certo nem justo, esses epítetos com que a mimoseia.
      Por outro lado,"Cimitarra de Purpurinas" não é nome suficientemente sonante para um Galeão de piratarias a sério.
      Que tal "O Bob Dylan dos Sete Mares"?
      Ausculte a opinião da dona da Barca e depois pensaremos melhor.

      Sinta-se envolta num sincero amplexo e osculada com carinho.

      Maria Antonieta

      Eliminar
    3. Lady Kina, não vá já embora! Temos coisas a tratar...

      Eliminar
    4. Comporte-se com dignidade, onónimo. É evidente que ela não o merece!

      Eliminar
    5. Tá bem!!! Quem desdenha quer comprar...Hasta mañana!

      Eliminar
    6. Lady Kina8.11.16

      Ó caraças, caríssimo, cucu, estou aqui!
      Perdoe-me o repentino abandonar do recinto, não leve a mal, mas para mim, qual gata borracheira dos pós modernos, a meia-noite é sempre incerta. Morfeu e sua esposa não têm por hábito avisar-me da sua chegada, pelo que quando oiço aproximar-se o som das turbinas da abóbora salvadora, nem tempo tenho para descalçar as botas.
      Mas diga lá então, que coisas são essas que afirma trazer pendentes para tratar comigo? Assim de repente não me ocorre nada.

      Eliminar
    7. (sinceramente, nunca pensei... este blog está transformado num site de encontros!)

      Eliminar
    8. como pode a Lady Kina ter esquecido a nossa acalorada sessão de pilates no soalheiro convém do Galeão Sem Nome, naquela tarde em que apenas o azul do céu limitava o nosso olhar, colunas vertebrais (aquilo eu nós marujos designamos a espinha) em chamas do esforço, piratas ligeiramente embaraçados desviando os olhos para os golfinhos no mar...

      e depois nem uma palavra...
      sinto-me tão infeliz...

      D. Pipoco sempre teve razão acerca das Mulheres. E eu não quis acreditar...

      Eliminar
    9. Lady Kina9.11.16

      Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, isso?

      http://192.34.57.186/wp-content/uploads/2016/01/Joseph-Pilates.jpeg

      Eu é que fiquei à espera do meu "all new body" prometido e até agora só os músculos se me espalmaram... e desespalmaram, e eu permaneço entre o redonda e o obtuso . Desisti, claro.

      Eliminar
  9. <Em defesa da honra do grupo parlamentar Piratas de Alto Mar>

    Sr. Presidente da Coisa, Srs. Membros do Governo, Sra.s Deputadas, Srs. Deputados, Senhoras e Senhores, minhas Amigas e meus Amigos, caros Anónimos, Doce Cutxi, Valentes Capitãs Cuca Melissa e Palmier Púrpura, ínclito D. Pipoco de Albuquerque, internautas em geral,

    Vivemos tempos de contenda, agora que nos aproximamos do evento blogo do ano, o Baptismo do Navio Sem Nome da nobre e terrível Pirata Cuca.

    O referido, que logo se poderia ter chamado a si próprio Cygnus, não, não está relacionado com o lago negro do cisne ou cisne negro do lago do feiticeiro. É embarcação oceânica, logo refere-se àquela singularidade do bem conhecido buraco negro - refiro-me, para os mais distraídos, a astronomia.

    Muitos, diletantes das arte náuticas, desconhecendo a diferença entre uma barca e um Galeão, entre uma cabala política e um peixe espada, têm ilicitamente, em acto e propósito - o magnífico saque reluzente nos escuros porões onde apenas espíritos perdidos vagueiam e se ouve a mística voz de Borges -, promovido designações inadequadas a tal portento, no risco de fazer a tripulação de qualquer ridícula nau urinar-se involuntariamente de tanto rir mesmo na iminência de um saque.

    Do exposto, pretende o nosso grupo parlamentar apresentar Moção de censura, potestativa, Lei muito ordinária, ou lá o que quer que seja - o autor não leu ainda o Regimento Pirata -, que reponha a verdade dos factos e a dignidade da situação.

    Deve, por conseguinte, o inquérito ali acima à direita ser objecto de ajustamento. Poderá custar mas há que aguentar.

    A designação doravante designada "A Coisa das Purpurinas", vulgo "A Coisa", deve ser removida daquele inquérito com toda a celeridade que a esponja que temos por cérebro humano permita.
    O seu séquito de apoiantes, entre outros que procuraram aliciar a nossa querida líder parlamentar com jantares elegantes para prosseguirem os seus intentos na prática do Mal, deve ser publicamente repudiado e castigado, títulos nobiliárquicos revogados, respectivos espólios revertidos em favor da DGCI.

    Devem os prevaricadores promover desculpas públicas nos seus papiros, e serem vergastados até ao primeiro suspiro de tédio.
    Fica o castigo a cargo de Andhrimnir, que poderá usar os seus utensílios de cozinha para tortura se a turba por tal clamar.

    Em transe, tange este pobre deputado um lamento pessoal pelo repúdio de que se viu alvo por parte da Lady Pirata Kina, Senhora do mar do norte.

    Esta proposta de Lei, ordinária, que parece ter começado por ser uma moção, revoga toda a anterior legislação aplicável, incluindo a de '83.

    No omisso, e em tudo o resto, siga-se o Contrato Colectivo de Trabalho do Pirata, que liberta Andhrimnir no uso dos seus cutelos.

    Entra em vigor no sábado passado.
    Publique-se, porra.

    PPAM!!! PPAM!!! PPAM!!! PPAM!!! PPAM!!! PPAM!!!
    (aclamação, braços ao ar cruzados na forma da bandeira pirata)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, caro onónimo quiescente, isto é o que eu chamo de uma prédica digna de um orador de primeiríssima água. Bolas!! Até fiquei a resfolegar! O meu caro tem pinta de saber advogar as causas mais insólitas e de difícil solução...
      Publique-se, então, as normas do Contrato Colectivo de Trabalho do Pirata, porra!

      E, não! Há outro tipo de Mulheres que se situa entre as fatais e as insossas...

      Eliminar
  10. Poças, meu bom Pipoco, só há dois tipos de Mulheres? As submissas do tempo das locomotivas a vapor e as extravagantes que até ferem o olhar?

    ResponderEliminar
  11. Eu votei Conjurado e, como muitos americanos, acordei em prantos ao perceber a derrota. Este Mundo vai realmente de mal a pior, onde é que já se viu dar um nome bárbaro a um navio pirata português!

    (está a ler-me, ó sô dona Cuca?)

    ResponderEliminar