18 novembro 2016

A blogger que se afronta, fascículo sete

A blogger afronta-se essencialmente por duas categorias de motivos: por tudo e por nada, a causa-raiz da afronta tanto pode ser a novel mãe que anuncia ao mundo que não amamentará, que a coisa lhe prejudica a silhueta e potencia os efeitos da auto-estima futura, como a desgraçada que em má hora escreve qualquer coisa sobre pretos, é ver a caixa de comentários a inflamar-se e o céu do mundo virtual a desabar-lhes em cima.

Nesta altura, convirá ao blogger prevaricador respirar fundo e ter compaixão pelas bloggers afrontadas, as acções devem limitar-se à aprovação de comentários, gerindo com parcimónia o curso que desejamos para os acontecimentos, aprovando aqui um comentário mais acintoso para logo a seguir eliminar três mais atrevidos ou, pior ainda, que venham em defesa do ponto de vista do blogger, convirá que a primeira vaga de comentários seja feroz, sem contaminação por comentários gentis, o blogger deverá interromper cirurgicamente a degustação do seu cognac, expelir uma baforada do seu Cohiba e, com o espírito dos bons samaritanos, ler os comentários dramáticos que a blogger que se afronta, num exercício de catarse que é promover, se deu ao trabalho de deixar na magnífica caixa de comentários, sorrir, benevolente, e voltar à música e aos livros, deixando que o bom velho mundo continue a girar no sentido dos homens de bem enquanto a carnificina acontece debaixo do seu texto.

A segunda vaga será explicada ao centésimo comentário.

111 comentários:

  1. Lady Kina18.11.16

    Sabes, amor, isto já parece as gravações da box da vodafone, a gente agenda o episódio um e começa a gravar a partir do terceiro, sabe deus de qual temporada! Mas enfim, tal como na maioria das séries televisivas, a realidade sempre supera em bom a medíocre ficção. Ou então é ao contrário, sa foda, a box apagou tudo!

    ResponderEliminar
  2. opaaaaaaa, que maravilha, mas escaparam-se-me aqui 6, é assim mesmo? Isto está até poético, e muito visual. Mande ver

    ResponderEliminar
  3. "A blogger que se afronta"... "A" blogger... Concordo plenamente. Ui... Deus nos livre e guarde de um blogger homem perder tempo com semelhantes minudências.
    Sinceramente... Que afronta!

    ResponderEliminar
  4. Bolas, já perdi 5 fascículos... caramba, que isto é mais difícil de coleccionar do que aquelas coisas da Planeta Agostini.

    ResponderEliminar
  5. Pipocante Irrelevante Delirante18.11.16

    Os fascículos 2-6 só estão disponíveis na i-store?

    Pior que não amamentar, ou falar de pretos (já as pretas são o que são... as malas, quero eu dizer)... só mesmo não amamentar um preto. Isso era a explosão total na blogosfera, uma espécie de nuke virtual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina18.11.16

      ahahahahahahahahahahahahahahahahahah

      ó pá, "não amamentar um preto"


      ahahahahahahahahahahahahahahah
      ahahahahahahahahahahahahahahahah

      mas porquê, por ser preto, é?


      ahahahahahahahahahahah

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante18.11.16

      Temos a temática do egoísmo da mãe que não amamenta, e a temática do racismo.
      Haverá melhor que juntar ambos?
      É uma espécie de crossover blogosferico (como nas séries de tv ou nos filmes), o resultado é garantido.

      Eliminar
    3. Preciso de mais detalhes para me pronunciar sobre tão relevante polémica. De que raça é a mãe?

      Eliminar
    4. Pipocante Irrelevante Delirante18.11.16

      Raça? Que pergunta...
      As bloggers não são todas caucasianas, de pele macia e alva e longos cabelos louros, e olhos azuis cor do mar?

      Eliminar
  6. Caro Pipoco,
    Se me permite, deixo aqui a minha opinião;


    A blogger afronta-se quando outra pessoa que também escreve umas coisas, nada de especial, num caderno virtual (coisas simples do quotidiano mas que lhe apetece tomar nota, e isso não é crime nem é insultuoso para ninguém).
    Dizia, a blogger afronta-se quando essa pessoa - eu - deixa um comentário na caixa de comentários de PMS, um comentário tão simples como:
    "Parabéns, Pipoco Mais Salgado, e um Próspero Ano Novo! :)". CASO I


    A blogger, afronta-se e deixa ela própria um comentário assim:

    "Como nem a Cláudia Filipa, nem a Mirone, nem a Lady Kina nem a Cuca, nem a vw nem ninguém das suas comentadoras mais frequentes tem tempo porque de facto o Rock in Rio absorve meio país, e isso compreende-se perfeitamente, eu, que sou uma velhota de pantufas que se encaixa próximo da lareira a aquecer os ossos e porque não aguenta pedaladas de rocks-in-rios nem nada que se pareça com isso, venho cá comentar para dizer que não gosto de ver posts sem comentários neste blogue de todos nós.
    Cá fica e divirta-se muito, amigo Pipoco." - CASO II

    O CASO I e o CASO II, são meros exemplos de A(s) blogger(s) afronta(m)-se quando uma terceira deixa comentários no famoso blogue PMS.

    Tenha um bom dia, caro Pipoco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Té, pode sossegar. Essas suas suposições estão erradas. Pensei que já tinha percebido isso.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Pipocante Irrelevante Delirante21.11.16

      "Acho que está quase."

      That's what she said

      Eliminar
    2. Pipocante Irrelevante Delirante21.11.16

      "Continua espero."
      That's what she said

      (assim é q está certo)

      Eliminar
  8. Cláudia filipa18.11.16

    Ter sempre assunto para alimentar um blog, penso eu, deve ser muito complicado, vendo a coisa pelo lado positivo no que à manutenção do blog diz respeito, podemos dizer "quanto mais me afrontar mais assunto tenho" podemos? Se assim for, volto a perguntar, então a apetência para o afrontamento pode ser uma vantagem competitiva? Lá terei também de responder que o Pipoco está ocupado com situações e então respondo-me com a ligeireza de quem apenas lê, depende da mestria com que se afrontam, depende se mantêm os pés nos sapatos de salto alto ou se no meio da festa já tiraram uns chinelos de um saco de plástico, bem, já nem falo se começam logo a afrontar-se de chinelos, são essas diferenças que nota quem lê, quem lê até pode pensar, ok, "os afrontamentos" servem para alimentar o blog, as pessoas têm um blog, em alguns casos para além do prazer de escrever hão de ter o gosto pela interação e daí afrontarem-se assim qual doidivanas do afrontamento, agora, até o afrontamento terá direito aos seus níveis de qualidade.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina18.11.16

      Não entendo muito bem esse desígnio de alimentação de blogues, excluindo, naturalmente, aqueles casos em que em causa estão motivos profissionais. Há um jogo para a Wii em que o objectivo de cada um dos participantes é reunir, ao abano resoluto de uma campainha, o maior número possível de carneiros, roubando-os se preciso for ao adversário, e encaminhá-los para o interior da respectiva propriedade. Ganha quem conseguir mais ovelhas. Não vai dizer-me a Cláudia que aqui nos blogues algo de idêntico se passa, como se cada um dos bloggers se visse obrigado a estar constante e furiosamente a tocar campainhas para aliciar leitores? Qual seria para isso a motivação? Que jogo estranhíssimo seria esse? Para ganhar o quê, no final? Hordas de gente ávida por mais um post? Fiéis seguidores que, afinal, quando à míngua da inspiração/ vontade/ disponibilidade do autor, não eram assim tão fiéis? Palmas?
      ...
      E que gente é essa que assim necessita de consumir blogues e posts como se de chouriços se tratassem?

      Eliminar
    2. Francamente, Lady Kina! Eu faço tudo para te aliciar e pagas-me com este grau de incompreensão?

      Eliminar
    3. Cláudia Filipa18.11.16

      Não vou dizer-lhe nada quanto às primeiras perguntas pela razão de que não tenho um blog, tendo em conta a pertinência das perguntas estou neste momento a sentir-me verdadeiramente sortuda por isso, assim posso livrar-me delas dizendo-lhe que, relativamente às motivações das outras pessoas resta-nos, no máximo, presumir, até prefiro dizer que resta-nos andar alagados no campo das especulações. Só vou dizer-lhe que, quanto a jogos, há quem diga que a própria vida é um jogo e como no fim a derrota está garantida, mais do que ganhar, interessa o jogo pelo jogo e a forma como se vai jogando.

      Também posso dizer-lhe que enquanto leitora sou fiel por gosto, e sim, sei que os chouriços não fazem nada bem à saúde, mas Lady Kina não sejamos fundamentalistas, há chouriços que nos sabem muito bem, e depois há pessoas que até a encher chouriços são melhores que outros a ter pensamentos profundos o que quer que lhe diga, é o que penso. E não, não deixaria de ser fiel "por míngua da inspiração/ vontade/ disponibilidade do autor" o que me acontece são saudades, isso acontece-me, dá-me para apegar a pessoas também nisto dos blogs e gosto de vê-las por aqui, primeiro começa logo por ser sinal de não falecimento e depois penso que estão suficientemente bem ao ponto de sentirem vontade de andar por aqui a dizer coisas.

      Eliminar
    4. é como aquele sujeito que se baixou para apertar os atacadores dos sapatos e começou a formar-se fila atrás. estando em primeiro lugar para quê abandoná-lo?

      é o mesmo com os nossos devaneios linguísticos. estamos presos às nossas personagens num conto de Borges.

      Eliminar
    5. Lady Kina19.11.16

      "há pessoas que até a encher chouriços são melhores que outros a ter pensamentos profundos" -

      Não é apenas nos blogues que prefiro a autenticidade, radique ela naquilo a que a Cláudia chama "profundo" ou naquilo que apelida de "chouriço". O resto, o postiço, engrossa-me o tédio e inflama o afrontamento.

      (o blogue do Pipoco é uma excepção, claro, não se tratando propriamente do recurso à maquilhagem mas antes a toda uma parafernália de tipo geriátrico. e nós, pessoas de bem, não mandamos os nossos velhinhos para o asilo)

      Eliminar
    6. Lady Kina19.11.16

      Aqui no Norte diz-se "bicha" em vez de "fila", e já conhecia essa história na versão do sabonete, mas apertar os cordões também serve.

      Eliminar
    7. Cláudia Filipa19.11.16

      Lady Kina, essa avaliação relativamente à autenticidade ou falta dela é mais uma que está sujeita à subjetividade de quem lê, bem pode alguém ser autêntico que, se quem lê teimar que não, passa por postiço e pronto, já, por exemplo, vamos imaginar, se uma pessoa for uma autêntica besta, nos blogs basta-me deixar de ler e evito logo irritações desnecessárias, na vida, se for obrigada a conviver com ela, espero que recorra ao alindamento postiço que a maquilhagem confere, se assim não for irá perder a autenticidade à terceira (ou melhor, aguardá-la para exercer em casa ou com quem esteja para aturar-lhe a autenticidade) e sem gritarias nem nada, volume de voz normal e olhos nos olhos, mas sempre é mais chato.

      (quanto ao blog do Pipoco, também acho que é uma exceção e por motivos que nada têm que ver com questões de geriatria como sabe e em nome da autenticidade que tanto aprecia digo-lhe que não sou uma pessoa de bem, não venho aos blogs para praticar a caridade)

      Eliminar
    8. Lady Kina19.11.16

      Maldita subjectividade!, que a tinha por alma caridosa e, feitas as contas, enganei-me... às tantas é só paternalismo, ups, desculpe, maternalismo, não vá a Cláudia Filipa afrontar-se comigo.

      Eliminar
    9. Lady Kina19.11.16

      Agora a sério, Cláudia, não me leve a mal, acho mesmo é que temos distintos sentidos, a começar pelo do de humor.

      Eliminar
    10. Cláudia Filipa19.11.16

      Emenda: "guardá-la" para exercer em casa

      (cem é muito, Pipoco, foi uma boa meta, não corre o risco... a não ser que seja ao centésimo a partir deste post (nessa altura, com sorte, já ninguém se lembra...)

      Eliminar
    11. Cláudia filipa19.11.16

      Lady Kina, também a sério, só levei a mal uma vez por ter achado uma coisa completamente disparatada e dessa vez fui lá ao seu blog dizer-lhe (claro que, depois dessa sua avaliação, é com toda a legitimidade que lhe digo que entre uma subjectividade sua e uma minha é claramente a minha a estar certa...) depois disso se tivesse continuado a levar a mal fosse o que fosse da sua parte não lhe ligava absolutamente nenhuma e não é isso que acontece pois não? E sim temos, pelo menos, maneiras diferentes de manifestar o sentido de humor, sem dúvida, quanto aos outros sentidos não faço a mínima ideia, seja como for, penso que, mesmo com sentidos diferentes, lá nos vamos entendendo.

      Eliminar
    12. ALTO LÁ!

      A Lady Kina tem um blog e não avisa os amigos¿!?¡

      Eliminar
  9. O meu caro certamente perdoar-me-á a impudência, mas a triste realidade é que continuo sem compreender o que quer que seja.

    "A Blogger", fêmea, dá-se de afrontamentos, além do período da gravidez, quando lê coisas acerca de tudo e de nada nos outros blogs e em geral? Coisas escritas em outras coutadas? E no transtorno da fúria, na defesa de crianças negras a quem as mães negam as mamas, e de animais sem pasto, martiriza O pobre Blogger, macho atormentado, que escreveu acerca de mamas negras, no próprio Blog do ditO Blogger?

    "O Blogger" deve agir, na sua natureza fleumática, de acordo com o procedimento descrito, abstendo-se de mencionar mamas, negros, judeus e brâmanes na mesma frase durante o indeterminado período de tempo que dura uma sesta no jardim?

    Mas, e se a nefasta "Blogger" despejar a sua ira no seu próprio Blog, preterindo assim o território inimigo dO Blogger, agora apenas vítima potencial, controlo furtado pela astúcia?

    Faz jurisprudência?

    E eu, se me sentir afrontado?

    ...
    7 pecados mortais? ou eram 10?
    7 for a secret never to be told?

    ...
    LADY KINA!!!! Pilates???
    (nada mais será possível; tenho uma coisa com a Maravilhosa Pirata, que só não é mais séria devido à perfídia de um tal Paulo Coelho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina18.11.16

      Pilates já não. Ando agora a dar-lhe na pedra quente, prática que vai até ao encontro da sugestão terapêutica da Maravilhosa Pirata, que em achando que me afrontava, ao apontar jocosa a minha vasta experiência na arte da maluqueira, me prescreveu mais químicos para a molécula. Quanto a isso do Paulo Coelho, cada um tem o que merece, dizem.

      Eliminar
    2. Ora, cara Lady Kina, os psico-fármacos são injustamente ostracizados. Eu próprio, insigne personagem, tomo uma dose diária que derrubaria qualquer equídeo sem longa árvore genealógica e mal dou por eles. É o martírio de qualquer niilista funcional.

      Eliminar
    3. Céus, Lady Kina... Não sabes que é preciso um maluco para reconhecer outro??
      :))

      Eliminar
    4. Ora, ora, são apenas uns comprimidos e pastilhinhas. É a mítica força-de-vontade comprada em caixas na farmácia.

      Eliminar
  10. A pergunta que se impõe ao fim de dois dias nisto. Estamos a falar de alguém em concreto ou é um exercício abstrato?

    ResponderEliminar
  11. Caríssimo Pipoco, e se eu lhe disser que dispenso a segunda vaga? Pára de falar em afrontamentos e aleitamentos e passa a escrever coisas de jeito?

    Ponha os olhos nos escritos do caríssimo onónimo, leia atentamente este saber e intuir único, que até me ergui para aplaudir:

    "Mas, e se a nefasta "Blogger" despejar a sua ira no seu próprio Blog, preterindo assim o território inimigo dO Blogger, agora apenas vítima potencial, controlo furtado pela astúcia?

    Faz jurisprudência?

    E eu, se me sentir afrontado?"
    -----
    Ande lá, vá interagindo que um blog não se faz só de "supônhamos"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, cara Maria, o Pipoco é um daqueles distantes demiurgos que se divertem com os devaneios dos pobres mortais.

      Imagino que raramente leia comentários. Deixa-nos aqui, abandonados da sua Graça, a tentar deduzir o significado de palavras gravadas em pedra.

      Intermináveis Guerras começaram assim.

      Recorda-me o meu saudoso Avô.
      Na generalidade das conversas entre amigos, aproximava-se, opinava pelo tempo que considerava justo para aduzir o seu pensamento e, terminado, voltava costas e ia à sua vida com um singelo "meus senhores...".

      Eliminar
    2. ...sem perder mais tempo com o retorno à opinião dada, não era?
      Quantas dores de cabeça o senhor seu Avô evitava. Contudo, prefiro a maneira de ser e agir do neto...

      Um abraço, caro onónimo. Gosto de si, sabia? Gosto mesmo!

      Eliminar
    3. Beijo, cara Maria.

      (todos nós, homens, acabamos por ser uma desilusão)

      Eliminar
  12. Anónimo18.11.16

    Menopausas precoces, quiçá.

    ResponderEliminar
  13. O problema, meu caro Pipoco, é a expectativa elevada. A Centena? Não lhe bastava a Arroba, a meio quilo o comentário? Se ainda fosse um post acerca dos sinistros problemas das mulheres...

    ... pronto, já fiz a minha parte.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo19.11.16

    Ela, ao afrontar-se pode ser o sujeito de um ato genuíno, que lhe turba os nervos e lhe aquece a pele. Aquela que arde e precisa de incendiar telas para contar daquilo que não pode calar. Pode ser, por outro lado, uma "poseuse" e mostrar arrebatamentos que de si não medram, sendo estes meros atavios que visam provocar determinada/s reação. Em algumas mulheres, por seu turno, a postura contida, pode ser um artifício para camuflar uma pirotecnia selvagem, tão selvagem que as próprias temem. Para este efeito todas estas mulheres são bloggers. Para este efeito, à exceção de algumas que pertencem ao 3º tipo, parecem "um pouco excessivas" e merecem uma atitude ligeira, irónica e ingénua dO Blogger que, em momentos entre assuntos magnos, se delicia criando sentidos, desconhecendo que nos caminhos das mulheres - e das deusas, aquilo que nos parece mais não é que aquilo que elas querem convencer que seja.

    Ponderai, homens, nos problemas das mulheres antes que estes vos seduzam. Lembrem-se de que nada sabem. Que uma raiz não é apenas uma raiz, uma lua cheia não é apenas uma fase da lua nem tampouco isto é o vosso "abre-te sésamo". Cuidai das vossas almas e façam a vossa parte "Prantem lá aqui o restos dos comentários".

    ResponderEliminar
  15. Caríssimo:

    1º- A insistência no feminino dá que pensar, como se só elas sofressem de afrontamentos...eles não se ofendem? Mas vou pensar que isso se deve ao seu interesse pessoal residir mais nas bloggers.
    2º- Para quem usa o blogue com interesses comerciais, a polémica até é positiva, dá para encher as caixas de comentários, será que não está enganado e os objectivos são afinal cumpridos? No caso da "mala" houve entrevistas nos jornais e na TV, foi assim que fiquei a conhecer a moça pois não conhecia tal blogue. Podem sair uma semaninha ou outra da Internet mas não voltam depois? Olhe que os 100º comentários podem vir a resultar num convite qualquer...marcas de carros talvez.
    3º Por isso pense bem na receita pois a mesma pode afinal não ser desejada.
    4º De resto, quem se ofende mesmo, faz duas coisas simples: torna o blogue aberto apenas a leitores convidados ou fecha a caixa de comentários pois não está para aturar o povo em geral.

    ~CC~

    ResponderEliminar
  16. Precisa de 100 comentários neste post, é isso? Rebentamos-lhe já com a caixa de comentários e não vai ser bonito... :)

    ResponderEliminar
  17. Blogger Afrontada 119.11.16

    Acho incrível que este blogger venha para as internetes fazer pouco das nossas aflições!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou blogger e muito menos ando afrontada. Os afrontamentos ainda me não chegaram,felizmente. Contudo, quero contribuir com mais um comentariozito para ver se isto chega à centena e D. Pipoco muda a cassete.
      Andei a ler tudo o que foi escrito pelas bloggers afrontadas e elegi esta Afrontada, não por ser a número um, obviamente, que eu não sou pessoa de escolher quem primeiro sai da toca, mas sim quem mais me fala ao coração. Ora há aqui algo que mexeu com as minhas emoções. Aquelas que eu guardava ciosamente no lugar mais recôndito no armário das minhas aflições.
      E, com isto, fica a minha contribuição terminada. Como já disse e reitero, não gosto de dar muitas vezes para o mesmo peditório...

      Eliminar
  18. Blogger Afrontada 219.11.16

    A nossa vida de afrontas é uma angústia, não percebo como é possível ser-se insensível ao ponto de brincar com uma coisa destas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blogger Afrontada 11719.11.16

      Tem toda a razão, colega, é uma ignomínia, um opróbrio!

      Eliminar
    2. Há 117 bloggers afrontadas?
      Por zeus, é uma epidemia!!!

      Eliminar
  19. Blogger Afrontada 319.11.16

    É muito natural que nos afrontemos com estas coisas! Nós como mães, mulheres e donas de casa temos sentimentos!

    ResponderEliminar
  20. Blogger Afrontada 2719.11.16

    Sim, porque há assuntos que nos falam ao coração e nós, naturalmente, reagimos!

    ResponderEliminar
  21. (espero bem que haja alguém para interagir com as Bloggers Afrontadas. Os anti-histamínicos toldam-me o pensamento e sugam-me a imaginação. O que me vale é que só interessa o número de comentários...)

    ResponderEliminar
  22. Comentadora Afligida19.11.16

    Só se preocupam com os afrontamentos das bloggers, e nós? Nós que não temos blog? Ninguém se preocupa com os nossos afrontamentos?

    ResponderEliminar
  23. Comentadora Solidária19.11.16

    Estou solidária com a Comentadora Afligida, lá por saberem o que é um opróbrio não quer dizer que tenham mais direito a afrontar-se que nós, ora essa!

    ResponderEliminar
  24. Comentadora Desorientada19.11.16

    Ah! Pipoco Mais Salgado! Será o Bastonário da Ordem dos Bloggers?

    ResponderEliminar
  25. Então, Dom Pipoco?
    Emudeceu?
    Amuou..- ou foi de fim de semana e ainda não voltou?

    Maria

    ResponderEliminar
  26. queremos os caps do dois ao seis ou não há mais comentários :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aprovo essa moção, Isa!!!
      O comentador a chantagear o blogger! É uma ideia maravilhosa.

      Eliminar
    2. Não afrontem o Blogger!

      Eliminar
    3. contempla o aleph, ou foi gin, que com este frio dá curto-circuito. é um ultimato ao ultimato do Pipoco?

      não queria estar na sua pele meu caro, agora que despertou a ira das fúrias...

      meu caro Poeta, uma ajuda!

      Eliminar
    4. não há um decreto-lei que altera o estatuto do gestor de blog de utilidade pública, isentando-o da obrigação de declarar a ordem dos fascículos, esta palavra tão desagradável que evoca doenças de pele?
      poças. segue para o constitucional.

      Eliminar
    5. já está quase na segunda arroba.

      Eliminar
    6. Boa, conto com a capitã Cuca, Temos de mobilizar as tropas o quanto antes, o blogger precisa da ilusão de ser ele que manda no blog, que decide quando e como, mas é moço esperto, sabe que um líder precisa de manter a equipa do seu lado, ou esta faz-lhe a vida num inferno. ou pior, rebela-se. Às armas. Também pode dar-se o caso de ter-se arrependido, e aí é o diabo, como vamos nós viver sem os caps do 2 ao 6 e por aí adiante? Precisamos de si, comandante.

      Eliminar
    7. Acho que está quase.

      Eliminar
    8. Pipocante Irrelevante Delirante21.11.16

      "Acho que está quase."

      That's what he said

      Eliminar
  27. Pipocante Irrelevante Delirante21.11.16

    Nem ao 69 se chega, quanto mais ao 99.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina21.11.16

      sessenta e um

      Eliminar
    2. Lady Kina21.11.16

      sessenta e dois

      Eliminar
    3. Lady Kina21.11.16

      sessenta e três

      Eliminar
    4. Lady Kina21.11.16

      sessenta e quatro

      Eliminar
    5. Lady Kina21.11.16

      sessenta e cinco

      Eliminar
    6. Lady Kina21.11.16

      sessenta e seis

      Eliminar
    7. Lady Kina21.11.16

      sessenta e sete

      Eliminar
    8. Lady Kina21.11.16

      sessenta e oito

      Eliminar
    9. Esta tem de valer por 32, senão...zango-me.


      Joãozinho tinha um cachorro com um nome um pouco incomum: Cu.
      Ele era: "Cu, vem comer!" pra cá, "Cu, pega o osso!" pra lá. "Cu, pára de latir!" .
      Até que a mãe de Joãozinho ficou de saco cheio dessa história e disse:
      — Ou você muda o nome desse cachorro ou eu vou dá-lo pró vizinho!
      Só que Joãozinho já se tinha acostumado com o belo nome que deu e, no mesmo dia, deixou escapar:
      — Cu, vamos passear?
      Furiosa a mãe pegou no cachorro e foi presentear o vizinho.
      Nesse tempo o pai dele chegou:
      — Oi, filho, tudo bem? Onde está sua mãe?
      — Ah, pai… A mãe foi dar o cu pro vizinho!

      E assim se fez a centena.

      Eliminar
    10. Duas formigas estavam conversando na rua:
      - Como é o seu nome?
      - Meu nome é Fu.
      - Fu o quê?
      - Fu... miga. E o seu?
      - Ôta.
      - Ôta o quê?
      - Ôta Fumiga...

      ( a anterior não conta. )

      Eliminar
  28. Pergunta: Dois adeptos do Sporting mandam-se de um prédio de 30 andares. Qual é que é o primeiro a bater no chão?

    Resposta : O que é que isso interessa?

    Em que número é que vão os comentários, D. Pipoco?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina21.11.16

      setenta e quatro?

      Eliminar
  29. Anónimo21.11.16

    Que pagode, Grande Chato.

    ResponderEliminar
  30. Pipoco apareça vá lá,

    ResponderEliminar
  31. A ver se isto aqui anima,

    ResponderEliminar
  32. Anda tudo a chegar cá,

    ResponderEliminar
  33. A comentar lá por cima,

    ResponderEliminar
  34. A ver se chega ao centésimo,

    ResponderEliminar
  35. Que isto aqui do milésimo,

    ResponderEliminar
  36. Já não vai chegar perdido,

    ResponderEliminar
  37. Que comece a animação,

    ResponderEliminar
  38. Para animar esta malta,

    ResponderEliminar
  39. Que se eleve a ilusão,

    ResponderEliminar
  40. Que não anda quase salta,

    ResponderEliminar
  41. Anda quase tudo a toa,

    ResponderEliminar
  42. Com vontade que venha blogar,

    ResponderEliminar
  43. Ande não perca tempo,

    ResponderEliminar
  44. Que o momento aconteça,

    ResponderEliminar
  45. Que não lhe falte o alento,

    ResponderEliminar
  46. Nem que um gin abasteça,

    ResponderEliminar
  47. Acho que já vai comprido,

    ResponderEliminar
  48. Este meu apelo sincero,

    ResponderEliminar
  49. Espero que seja sentido,

    ResponderEliminar
  50. Se ainda demorar muito eu espero.

    ResponderEliminar
  51. Tive de provar umas dez vezes que não era um robô a resolver charadas longas, para poder colocar tantos comentários, espero que aprecie o meu esforço dedicado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina21.11.16

      ahahahahahahahahahahahahahahahahah

      Bravo, Poeta!

      Eliminar
    2. Ah, Grande Poeta!!

      Espero que D. Pipoco cumpra o prometido
      se não nada deste esforço terá feito sentido!...

      Eliminar
    3. Muito agradecido!

      Eliminar
  52. Pipoco apareça vá lá,
    A ver se isto aqui anima,
    Anda tudo a chegar cá,
    A comentar lá por cima,
    A ver se chega ao centésimo,
    Comentário merecido,
    Que isto aqui do milésimo,
    Já não vai chegar perdido,
    Que comece a animação,
    Para animar esta malta,
    Que se eleve a ilusão,
    Que não anda quase salta,
    Até anedota das boa,
    Aqui vieram contar,
    Anda quase tudo a toa,
    Com vontade que venha blogar,
    Ande não perca tempo,
    Que o momento aconteça,
    Que não lhe falte o alento,
    Nem que um gin abasteça,
    Acho que já vai comprido,
    Este meu apelo sincero,
    Espero que seja sentido,
    Se ainda demorar muito eu espero.




    ResponderEliminar
  53. Homem, por Lázaro, acorde, levante-se e ande!

    Isto parece uma daquelas tarefas hercúleas que atribui à cara Cláudia, agora em modo comunal.

    Cara Palmier, atire uma daquelas maçãs danificadas à cabeça do Pipoco!

    Esta porra evoca dois pensamentos:
    . os malvados dos pequenos patifes peludos da minha melhor metade, que não ligam a ponta de um corno quando os chamo, ou então querem a minha atenção indivisa. faltou-lhes uma educação à moda da velha guarda.
    . aquela bem batida (do Koestler?): "Deus foi dormir a seta, e o mau hálito dos homens tornou-se no caralho do bafo de dragões. E Deus continuou a dormir a merda da sesta".

    Isto já parece um painel de oferta de serviços num supermercado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa21.11.16

      Onónimo, o "nosso demiurgo" deve estar envolto em trabalhos complicados e a organizar-se para poder estar amanhã no local onde, esperançosamente, aguardará to see if the Lion really has claws to take Madrid...

      Eliminar
  54. Todos havemos de morrer.
    Por vezes questiono-me sobre quem responderá aos comentários se, de repente, o bloguer morrer?
    Ou melhor, sobre como saberemos que o bloguer não nos respondeu porque morreu, e não porque já não lhe apeteceu vir consumir o seu tempo connosco?
    É que já passaram os 100... E nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina21.11.16

      Enquanto aprovar comentários, o blogger vive, o comentador sonha e o mundo não avança.

      Eliminar
    2. ...e os comentadores ficam na esperançosa expectativa que Sua Excelência o Rajá do Pirité se digne colocar aqui o pé...olhem qui'sto, só visto, contado ninguém acredita! :(

      Ele precisava era ficar sozinho por um bom tempo, com o CREDO ( Canal Regional do Enterior Desquecido e Ostracizado) na boca, isso sim.

      Eliminar