27 dezembro 2015

Dia perfeito

Deixou-me Don Xilre a matutar no que será o meu dia perfeito quando citou Annie Dillard em The Writing Life.

O meu dia perfeito é no Outono, eu levanto-me às seis e meia e corro com o meu cão, o que terei em breve, choveu durante a noite e cheira a terra molhada. Depois de meia hora de meditação e de um duche quente, leio os jornais do dia e bebo um café expresso. Ficarei a ler ao sol até ser hora de almoço. À tarde vou de bicicleta até ao rio e nado até ficar com frio. Jantarei em casa, com a minha família e a lareira queimará madeira das minhas árvores e a conversa será sobre o que nos apetecer e estranharemos quando nos disserem que já passa das duas da manhã.

(o meu dia perfeito também podia ser passado a esquiar com os meus amigos. Almoçaremos nas pistas mas beberemos um bom vinho tinto)

(e sim, o meu dia perfeito também pode ser passado a trabalhar)

1 comentário:

  1. São perfeitos todos os dias em que sentimos que vivemos.

    ResponderEliminar