20 agosto 2015

Santiago de Compostela

Santiago de Compostela foi a primeira cidade fora do meu país que visitei por minha conta. Cantámos Zeca nas escadas da catedral, já era madrugada, foi em Santiago que aprendi que Espanha não era una e indivisível, foi em Santiago que começou esta paixão pelas viagens com tempo, tempo para conhecer as manhas da cidade, para entender a história, para fazer parte da cidade, para conhecer os recantos que realmente importam.

Voltei uma meia dúzia de vezes, fosse para visitar amigos, pela Universidade ou só porque sim.

Desta vez Santiago deixou-me um amargo de boca, uma coisa chamada Cidade da Cultura, onde fui ver uma exposição alusiva às origens do Caminho. É um hino à megalomania, ao desperdício, a pedir meças aos estádios do Algarve e de Aveiro, mas em pior e em mais obsceno.

(É bem bonito, o edifício.)

1 comentário:

  1. Anónimo21.8.15

    Já lá estive. É um exagero, sim.

    ResponderEliminar