08 setembro 2013

Quantos erros, Ruben Patrick?

E então, Tio Pipoco, esperei por ela no carro e beijei-lhe a mão, nem deixei que ela se incomodasse a tirar a luva. Acho que ela ficou contente por eu a ter deixado escolher o restaurante, sempre ficou mais à vontade. Estacionei o Rolls Royce emprestado e passei pela frente do carro para lhe abrir a porta do outro lado.

Subi respeitosamente as escadas atrás dela e segurei-lhe a porta para ela entrar primeiro no restaurante. Nem calculas, Tio Pipoco, o criado arranjou-nos os melhores lugares, mesmo ao pé da orquestra. Pedi um Barca Velha de 84, acompanhou na perfeição tanto os secretos de porco preto com que iniciámos como o carpaccio de salmão, um requinte para fechar qualquer refeição. No fim, fiz sinal ao criado e disse para ele trazer a dolorosa.

26 comentários:

  1. Caramba, parece que o Ruben Patrick ainad não aprendeu coisa alguma. Fez tudo errado.

    A pior de todas foi ter a de "Subi respeitosamente as escadas atrás dela". Respeitosamente? Respeitosamente, seria, ter subido as escadas à frente. À frente, sempre à frente, mas agora não tenho tempo de explicar porquê...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo9.9.13

      A mim (jovem tola e ingénua quiçá) ensinaram me que a subir as escadas o Sr. deve ir atrás da Senhora para o caso de ela poder cair e assim a amparar; à frente deve ir ao descer,pelo mesmo motivo. Mas percebo, a pouca elegância (eufemismo) de subir as escadas atrás de uma senhora...

      Eliminar
    2. Eu subo sempre atrás delas, para lhes poder apreciar devidamente o traseiro.
      Está errado?

      Eliminar
  2. O aluno espelha bem o mestre... tal qual a imagem do espelho, mas não era preciso ser tão mauzinho para o piqueno, que ele foi bem intencionado...
    ( Isto parece o jogo das diferenças do velhinho DP)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo8.9.13

    Contei nove ou dez e chorei a rir.

    Maria Helena

    ResponderEliminar
  4. Anónimo8.9.13

    Credo, que desastre! O tio pipoco tem de dar uma mãozinha a este rapaz ou ele ainda acaba "tio ruben"...

    ResponderEliminar
  5. Esforçar-se por tratar bem uma senhora -está certo! O resto parece secundário

    ResponderEliminar
  6. Antes esses erros todos mas na companhia da mulher certa, do que não cometer nenhum e ter de aturar a mulher errada.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo9.9.13

    ....e para a próxima vez, PMS, deixe o rapaz ir no seu Lamborghini e poupe o Rolls,que se evita uma série negra!

    ResponderEliminar
  8. Sheila Carina9.9.13

    A Maria Madeira tem razão e a subir as escadas um cavalheiro sobe à frente da senhora, e caminha atrás dela a descer as escadas.
    Foi uma grande deselegância da sua parte e se um cavalheiro tivesse essa indelicadeza comigo nunca mais lhe perdoava.
    A Maria M não explica e eu também não, porque um cavalheiro tem obrigação de saber porquê. ;)

    Sheila Carina.

    ResponderEliminar
  9. Erros ortográficos - Zero!
    Erros de etiqueta:
    - Um Ruben Patrick sai com uma Kátia Melissa, pelo que aposto que foi a melhor noite que ela teve até então! (aqui o único erro foi ele ter esvaziado o plafond de 500 erros que tinha no visa).
    - Um Ruben Patrick saiu com uma senhora com um único nome próprio e 10 apelidos, cheios de "de" e de "e". (Aqui o erro foi dela, mas pode ser que se tenha divertido e que de seguida o rapaz se tenha esmerado naquilo que fazia falta à senhora e lhe tenha proporcionado uma alegria tal que passou de pacóvio a excêntrico.)
    No fundo, o que conta é se ele é feliz e se fez a senhora feliz. Se sim, não há erro nenhum!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo9.9.13

      Na primeira situação, Ruben Patrick e Katia Melissa brincam aos riquinhos.
      Na segunda, a senhora com um único nome próprio e 10 apelidos cheios de "de" e de "e", brinca aos pobrezinhos.
      Tio Pipoco devia elucidar-nos se o cenário é a Comporta.

      Eliminar
  10. Estimado Dom Pipoco,
    Desculpe a intromissão, mas esse seu sobrinho tem de ir à escola: nas duas primeiras linhas da missiva repete o moço três vezes o pronome pessoal "ela", e na penúltima lê-se a desagradável rima de "salmão" e refeição" . Estilisticamente é de palmatória, mas perdoa-se-lhe.
    O que se compreende mal é ele mencionar ter subido "respeitosamente as escadas atrás dela", e não esclarecer se a menina vestia calças ou mini-saia. Sendo válida a última hipótese, o "respeitosamente" cheira a lubricidade. Seja como for, o cavalheiro deve abrir caminho. Há ainda uma pequena contradição: ia atrás e segurou-lhe a porta?
    Desculpe a minha pequice, mas acordei azedo.
    Cordialmente seu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro JRC, a desagradável repetição do salmão e da refeição não tem outra razão senão falta de revisão. Quanto à aparente impossibilidade de o rapaz subir atrás e ainda assim ter artes para abrir a porta à moça, imagino que o facínora terá galgado o último lance de escadas. Mas, meu caro, o que verdadeiramente me tira de mim é que o malandro passou pela frente do espírito de Sir Rolls, que, todos o sabemos, permanece incarnado no símbolo da marca. Isto para além de encomendar um Barca Velha de ano inexistente no que a Barca Velha diz respeito, está bom de ver...

      Eliminar
  11. Realmente Sr. Pipoco, com tantas mesquinhices para reparar todos os seus leitores deixaram passar o Barca Velha de 84. Ficámos todos preocupados com rabo da senhora...

    ResponderEliminar
  12. Que desastre ;) Subir atrás de uma senhora????

    ResponderEliminar
  13. Anónimo9.9.13

    A sequência é tão deliciosamente nonsense que aquilo que apenas me "horrorizou" foi a passagem pela frente do Rolls, o que comentei quando sugeri que lhe emprestasse o seu Lamborghini para evitar essa série negra. Penso que quem tão generosamente empresta um Rolls ...talvez também não saiba, e assim PMS poderá desculpar o "malandro" do RP.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo9.9.13

    Medo!...

    ResponderEliminar
  15. Francamente, Ruben Patrick.

    Não há meio de aprender com o mestre?

    ResponderEliminar
  16. Lamento reincidir mas lembrei-me de uma coisa entretanto. O Barca Velha de 84 nunca pode ser um erro. Sendo o Ruben Patrick e esta situação uma ficção, então o Barca Velha 84 também podia ser ficção, em ficção tudo é possível. Sendo o Ruben Patrick e esta situação realidade então o Barca Velha 84 não é um erro, é só uma mentira.

    Ficção, mentira e erro, 3 coisas bem diferentes. Lembrei-me disto por causa do Dan Brown, veja lá.

    ResponderEliminar
  17. Anónimo9.9.13

    partindo do princípio de que há algum fundo de verdade na personagem que criou (referi-me ao pipoco, não ao ruben patrick) muitas vezes, quando leio o seu blog, pergunto-me a mim própria como alguém que faz questão de demonstrar que tem quase tudo o que quer, além de uma vida bastante interessante e de uma boa dose de cultura, perde tempo a escrever certos posts...

    ResponderEliminar
  18. Anónimo9.9.13

    Ahahahaha

    (De quantos aérios foi a dolorosa então?)

    ResponderEliminar
  19. O maior erro do "piqueno" é estar a enganar a pobre miúda, com todo este esforço que não sobreviverá ao terceiro jantar...

    ResponderEliminar
  20. Anónimo13.9.13

    Ruben

    Ouve: podem ensinar-te em que posição te deves colocar diante de uma mulher nas várias situações, mas sugiro que relativizes, as mulheres ficam fascinadas com o abrir de porta e chega, podes ler umas coisas nos blogues sobre vinhos ou música e tentar replicar, ah, babe, daquele ano é que é ou o Cohen é fantástico, e elas, que leram os mesmos blogues que tu acenam com a cabeça em êxtase, podes pedir ao Tio Pipoco que te empreste o melhor automóvel do mundo mas se insistires em chamar-lhe carro, vais evidenciar as tuas origens, podes até saber que as mulheres gostam, por muito que se façam modernas, que lhes ofereçam o jantar, mas o verbo é esse, oferecer o jantar e não pagar e, Ruben Patrick, nunca demores mais do que 3 segundos a olhar para a conta, que deve ter sido solicitada de uma forma muito discreta e nunca com gesto de taberneiro (sim, Ruben, aquele gesto que o Tio Pipoco fez naquele dia é um estatuto adquirido, há coisas que os mortais não podem fazer e aos incríveis sai-lhes bem).
    Mas ouve com atenção, Ruben, podes aprender tudo isso se tiveres capacidade para tal e professores à altura, e tudo o que aprenderes vai resultar com as mulheres que valorizam portas, carros e quem lhes pague a conta do jantar depois de a confirmar, mas vais ser desmascarado, vai cair tudo por terra, és um flop, se um dia afirmares “ as mulheres são todas iguais” porque, Ruben, retém esta informação, os elementos do sexo feminino não são todos iguais e se estiveres perante uma senhora, que sabe a diferença entre ser mulher e ser uma senhora, no momento em que fizeres essa afirmação, ela vai pensar “ já foste”. E já foste, Ruben Patrick, pode não ser no momento, afinal és um bom tipo, cozinhas bem e recebe-la sempre à porta com um sorriso, e há ainda a questão da viagem marcada para o final do ano, mas Ruben já foste, mentaliza-te isso, talvez a 31 de Dezembro já estejas a beber sangria só com os teus amigos.

    ResponderEliminar