13 junho 2013

As coisas são como são

A rapariga da recepção lá daquilo onde se colocam vidros nos carros entregou-me a chave e perguntou baixinho, "O senhor escreve num blog, não escreve?".

Eu olhei para o carro, aliás, a carrinha de conceituada marca alemã que ali tinha entrado com um vidro partido, para os bilhetes dos Muse ainda no banco da frente, em cima do livro do Le Clézio, dei conta que estava com o meu fato às riscas e concluí que se calhar a rapariga tinha razão.

7 comentários:

  1. Vejo que o Tio Pipoco já abandonou a teoria do regime espartano de clean desk para a sua carrinha de conceituada marca alemã...

    ResponderEliminar
  2. Caraças ja es muito famoso

    ResponderEliminar
  3. A palmier tem razão, Pipoco. Acho que queria ser apanhado pela rapariga da recepção....

    ResponderEliminar
  4. Queira Deus que não o tenha confundido. .. É que há escrever-se "num blog" e há ser -se o Pipoco, o mais Salgado... a diferença é incomensurável .

    ResponderEliminar
  5. Anónimo14.6.13

    Ansiava por ser apanhado. O que lhe respondeu?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo14.6.13

    Mentira, o tio pipoco ía num Lamborguini roxo!

    ResponderEliminar