01 abril 2013

Como ter duzentos e cinquenta posts assegurados

Começar com a lista das resoluções de ano novo, ou então fazer post a dizer que as listas de ano novo são uma bizarria, os ciclos iniciam-se quando quando cada um de nós quiser, sem amarras a datas, somos livres, depois fazer post sobre o sítio onde se fez a passagem do ano, dizendo que já se está com saudades do sol, que horror, aqui faz tanto frio, ou então escrever post a dizer que o ano novo foi passado em solidão, a dormir, sem ligar a festas, afinal ano novo é um estado de espírito, depois post sobre o dia dos namorados, ele foi um amor (incluir fotografia do ursinho de peluche com coração a dizer "amo-te"), ou então post a dizer que o dia dos namorados é todos os dias, que coisa mais sem jeito, depois os saldos, a Zara que tem uns saldos de espantar, mas credo, tudo tão desarrumado e já não havia o número delas, mas a menina quer, quer muito, a seguir post sobre o Carnaval, coitadas das miúdas, tão gordas e a dançar à chuva, o Carnaval é uma festa do piorio, uma vergonha, que horror, dias de alegria a pedido, depois o dia do pai, pode escolher-se entre post a dizer que temos o melhor pai do mundo, que tão bem guiou nos caminhos da vida, que ensinou a ser mais fortes/ler livros grandes/andar de bicicleta/fazer puzzles com duas mil e setecentas peças ou então post a zurzir na peste de pai que tiveram, quase sempre com um final a galvanizar o verdadeiro modelo de pai, o que escolheram para pai dos filhos, depois o dia da mulher, pode-se escolher entre o tradicional post que conta o início da coisa, as mulheres que morreram no incêndio lá na fábrica, post com com ode às mulheres, galvanizando o quão especiais são ou o clássico post em que se insurgem contra a imbecilidade que é a necessidade de existir um dia das mulheres, depois chega a primavera e, em estando frio e chuva, fazer série de post dizendo que isto não é primavera, defender a tese introduzindo o conceito de temperatura aparente (por causa daquilo dos ventos), a seguir chegam as férias, escrever posts a dizer onde se foi, que tal estava a praia ou, em alternativa, posts a perguntar se está cá alguém, que maçada, todos na praia e eu aqui no trabalho a escrever posts, prolongar a coisa para o pós-férias, com posta a dizer que tudo o que é bom acaba, ainda ontem estava com os pés na água e agora estou aqui a preencher papéis, o chefe é um bruto e eu esforço-me tanto, só interrompi o trabalho para vir aqui escrever este post a dizer que ninguém valoriza o meu trabalho, depois chega o outono, escrever posts bucólicos sobre lenha a arder e castanhas assadas, num instantinho está aí o Natal, é um manancial de posts, uns a dizer o que queremos receber, outros a dizer que é um exagero o que as crianças recebem, depois mais uns posts a dizer que só falta um dia e ainda não compraram nada, finalmente os posts sobre a reunião da família, o verdadeiro espírito do Natal é isto, bacalhau com batatas e as primas lá da terra, ou então posts a dizer que o Natal é quando se quiser, é uma festa sem sentido nenhum, as famílias a rebentar de raiva e a fazer de conta que está tudo na paz do Senhor, pelos intervalos é escrever posts a dizer onde se come o melhor sushi do mundo ou então post a dar cabo de alguém da blogosfera, primeiro malha-se forte e feio, depois uma série de posts sob o tema "Coitada da miúda, se calhar já chega".

É tão fácil ter um post por dia...

17 comentários:

  1. anda a ler blogs muito chatos não anda?

    ResponderEliminar
  2. Então e as fatiotas dos Óscares?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As fatiotas dos Óscares!

      (escapou-me completamente, se calhar aproveito os coemntários com o que me faltou e escrevo um post novo)

      Eliminar
  3. E as manifs? E quando morre alguém que todos devemos apreciar culturalmente? E as experiências culinárias?

    ResponderEliminar
  4. No meu caso, preciso de ir incluindo uns sobre mamas só para desenjoar. Seja como for, gostei desta revista do ano... em Abril.

    Vou já escrever uns quantos e agendar.
    Adianto trabalhinho e sempre sobra tempo para viver fora da blogovida.

    ResponderEliminar
  5. e o primeiro coco dos seus filhos?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo1.4.13

    E o treino matinal do cãozinho?
    E a decoração das cestinhas das gatinhas? E o drama do namorado insensível que nem viu que foi ao cabeleireiro?
    E E E E ...

    ResponderEliminar
  7. Anónimo1.4.13

    Tive uma epifania agorinha mesmo. PMS significa Prementrual Syndrome em inglês.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo1.4.13

    *Premenstrual.

    ResponderEliminar
  9. é de facto muito fácil, é preciso é paciência, que eu não tenho!

    ResponderEliminar
  10. E os parágrafos senhor Pipoco?
    Gostei deste post que ensina como resumir 250 posts num só - ou seja basta um que a coisa está feita - mas faltaram os parágrafos... faltaram os... parágrafos.

    ResponderEliminar
  11. Anónimo2.4.13

    Faltaram-te os jogos da selecção/clube preferido, o cinema pop, as gaffes das "celebridades" e os programas de televisão pimba, ao melhor estilo "eu não vejo, mas ouvi dizer que...".

    ResponderEliminar
  12. Falta terem o que dizer...Quantas vezes se escrevem posts só para encher chouriços...

    ResponderEliminar
  13. Muito grande só li o primeiro paragrafo lol

    Pedro Costa,
    cronicasachuva.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Mmmmm Deve ser por isso que nao tenho leitores. Apesar de tambem falar de ferias e do tempo. O que vale e que, tal como tenho pouca paciencia para escrever, ainda menos paciencia teria para ser responsavel por um blog de com muitos leitores. E a responsabilidade? E o ter que escrever minimamente bem? E ter que ter opiniao sobre tudo? Nah!

    Tenho que dar uma volta a minha lista de blogs que tambem estou um bocadinho farta de caezinhos, gatinhos, Pascoa, Papas, modas, etc... Vou roubar uns quantos ali da lista do Pipoco, quando me der para isso.

    ResponderEliminar
  15. E as fotos com os looks? Que falha Pipoca. Estou desiludido! Sempre tão perspicaz e falha-me num assunto deste calibre.

    ResponderEliminar
  16. Ai caro Pipoco,

    vê-se mesmo que é homem!! O dia do Pai antes do dia da Mulher???

    E é por isto meu caro que, não obstante o magnífico trabalho que fez a Alexandra, este nunca será um blog "fashion-chique-coiso" :):)

    Mas vá, palminhas para mim, que li o texto todinho, todinho!!

    Cumprimentos, beijinho ou saudações leoninas (a escolha é sua!)


    ResponderEliminar