23 fevereiro 2013

Blogs, isto são só blogs...

Se for ela, Ruben Patrick, perceberás imediatamente que é ela, não te afrontes por se te afigurar que ela passou ao largo ou, pior, ela ter estado defronte de ti e tu não teres dado conta que era ela, quando ela se perfilar diante de ti não há como não o perceber, a tua respiração ficará suspensa e, ao mesmo tempo, ainda que te pareça impossível, os teus níveis de adrenalina dispararão, a dimensão-tempo ganhará uma forma que desconhecias até então e todos os movimentos se congelarão, mostrarás inadvertidamente a mão com o full-house que te preparavas para, gloriosamente, colocar em cima da mesa, o sabor a Paddy's que tens no palato incomodar-te-á, o cheiro a Cohiba Lanceros dissipar-se-á e um aroma a limão e âmbar, misturado com sândalo, invadirá o teu cérebro, não reagirás aos que te querem apressar a dizer se tencionas ir a jogo, só ela contará, deixarás de controlar os sentidos, todos os sentidos, baixarás a guarda, todas as tuas defesas te abandonarão, não há como não saber que é ela, Ruben Patrick.

(O problema é depois, Ruben Patrick. O problema é depois...)

14 comentários:

  1. Mas primeiro certifica-te bem se a tua mão não são ases e oitos de paus e espadas, meu piqueno RP, porque as coisas nem sempre são como são...

    ResponderEliminar
  2. Ruben depois é estar à altura....
    mas Xuxi está desconsolada com Ruben Patrick e teme que ele já não venha a ser o pai dos filhos dela...
    stay tuned Ruben, o mistério de jantar de bloggers para que nao foste convidado está prestes a ser descoberto...o Pipoco até já sabe vê-lá!!

    ResponderEliminar
  3. Não. Não são só blogs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pássaro viajeiro24.2.13

      Chiuuuuuu! Então; menina?

      Eliminar
  4. Isso não é nada assim, mas talvez seja melhor para o Rúben convencê-lo que é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cuca, nos blogs é assim. E isto é um blog...

      Eliminar
    2. Tem razão. Este pragmatismo ainda me mata...

      Eliminar
  5. pássaro viajeiro24.2.13

    Então e o Tolan?

    ResponderEliminar
  6. Anónimo24.2.13

    Da primeira vez que olhei para o texto, em vez de lêr "ir a jogo", li "ir ao jogo"... e lembrei-me daquele filme com o Robin Williams, em que ele é psiquiatra e tenta ajudar um Matt Damon sobredotado. "O Bom Rebelde", acho que é assim o título em português. O Robin Williams explica ao Matt Damon que ele pode saber tudo o que está nos livros, pode até pensar saber o que é o amor, mas não sabe porque nunca amou, e conta-lhe da sua própria mulher que morreu, e de como faltou a um dos melhores jogos de baseball de sempre no dia em que a conheceu. Porque olhou para ela e sabia que era ela.

    ResponderEliminar
  7. Um post de como os homens se rendem sem perdão! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pássaro viajeiro24.2.13

      E por que não? Ou sugerirá que sentimentos são exclusividade feminina?
      Vá, que no caso dele escusava bem de expor ao mundo a rendição se, ao invés de no meio da fumarada e dos copos perder-se na jogatana olhando para o vazio através duma janela, aproveitasse esse tempo para estar com ela.
      Não obsta porém que não esteja vulnerável, como qualquer homem que se preze, aliás.

      Eliminar
  8. Quem luta contra si, dificilmente vencerá os outros.

    ResponderEliminar