18 dezembro 2012

Crónica das aulas de ioga perdidas

Saio a correr, faço sinal à secretária que estou de saída, ela interrompe o telefonema para tentar dizer "Engenheiro Pipoco, a reunião de amanhã em Madrid...", já não ouço, que raio acontecerá à reunião de Madrid?, assino uns papéis que me estendem enquanto desço as escadas, não faço ideia que papéis serão aqueles, não tenho tempo para esperar pelo elevador, acelero por entre as filas de trânsito, caramba, será que ninguém percebe que a aula está a começar neste preciso momento?, procuro um lugar de estacionamento, não há, nunca há, subo as escadas, quinze minutos atrasado, tento ser indiferente às catorze mulheres que, de glúteos espetados na minha direcção, fazem a posição do cão, o vestiário é do outro lado da sala, tento passar despercebido, em bicos de pés para não importunar as vocalizações, tiro a gravata, esqueci-me de trazer uma t-shirt, faço sinal à professora que interrompe a explicação de como se saúda não sei que entidade divina para me emprestar uma t-shirt de mulher, felizmente está limpa, felizmente ela simpatiza comigo, sabe que me esforço, estendo o colchão, passo o aquecimento e sigo directo para a posição da cobra que se espreguiça, penso se não terei deixado o carro em lugar estacionado em sítio com direito a bloqueio, lembro-me que não tenho os bilhetes para a reunião de amanhã em Madrid, apagam-se as luzes, é tempo de relaxamento, respiro com o diafragma e adormeço com a música de cítara, um toque ligeiro na ponta do pé acorda-me, é a professora que sorridente me pergunta o óbvio, se adormeci, respondo "claro que não!", levanto-me, sou o último a sair, saio a pensar que raio faço eu aqui, esta aula serve para me relaxar da tensão que é chegar a horas à aula, uma espécie de resultado neutro, sorrio, meto Muse bem alto, afinal não é assim tão mau ser o único homem numa classe de quinze.

8 comentários:

  1. Vá lá... havia Muse para o salvar da hecatombe... ;)

    ResponderEliminar
  2. a sua vida é estranhissima.

    ResponderEliminar
  3. Fica feliz por a t-shirt emprestada estar limpa. Mas, tal como nos confidenciou, só toma banho uma vez por semana. Verdade? Tenho cá para mim, que ela só simpatiza consigo porque não lê o blog e não sabe deste (pequeno) pormenor.

    Mas isto só sou eu a divagar, porque gosto de gente muito limpinha.

    PS: E não assina os papéis que lhe colocam à frente...isto não está a melhorar. Temo o pior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rectifico o tal do

      PS: E não lê os papéis que lhe colocam à frente.

      Mesmo rectificado o meu erro, continua sem melhorar e continuo a temer o pior.

      Eliminar
  4. Diga-me lá a que ashrama é que o Pipoco costuma ir?

    ResponderEliminar
  5. Anónimo18.12.12

    Pobre Pipoco e eu a pensar que só as mulheres tinham dias assim stressantes, depois de um dia de trabalho saem a correr para ir buscar os filhos às creches, vão a correr para casa, fazer o jantar, muitas delas, arrumar e aspirar, lavar wcs, preparam as coisas para o dia seguinte das crianças, ajudam nos trabalhos de casa, fazer maquinas de roupa e loiça e ainda mesmo que atrasadas 15 min chegam à cama e estão disponiveis para amar.

    Que vida stressante você tem Pipoco.

    ResponderEliminar
  6. Muse é bom...mt bom :)
    Pipoco a vida é assim...sempre a correr...é você que tem que decidir qd quer abrandar :)

    ResponderEliminar
  7. sentia mais ou menos o mesmo quando ainda ia às aulas de ioga. agora já nem ponho lá os pés :(

    ResponderEliminar