05 novembro 2010

Post das oito

O povo não quer cá coisas compridas, vais ver o filme do Raúl Ruiz, os Mistérios de Lisboa, e os senhores do cinema percebem perfeitamente que tu não aguentes quatro horas e meia de filme, podes sair ao intervalo e voltar mais tarde, quando te der jeito, se te der jeito, o povo não gosta de posts compridos, mais de três linhas e o povo boceja, tens que resumir, arranjar um soundbite, qualquer coisa que fique na cabeça das pessoas, tens que as habituar a rubricas certas à hora certa, senão as pessoas baralham-se, falta-lhes a paciência, é a história do elevador, tu conheces bem a história do elevador, encontras o presidente da companhia no piso -1, o das garagens, e tens que responder à sacrossanta pergunta de "como vão as coisas?" em vinte segundos, o exacto tempo que o elevador demora a chegar ao teu piso, nada de grandes números, soundbite, lembra-te do soundbite, é isso que te vai fazer ser recordado, já não há músicas com mais de três minutos, as versões maxi são coisa do teu tempo, já sabes que não podes tomar mais de doze minutos de atenção às pessoas, e mesmo assim tens que andar de um lado para o outro da sala, a voz bem colocada, meter umas buchas sobre bola e umas piadas tailormade, mesmo assim há quem mexa no telemóvel enquanto tu debitas o que sabes sobre o futuro, a partir dos doze minutos podes dizer o que quiseres, é como depois da terceira linha do post, ninguém te lê, ninguém te ouve, a vida é mesmo assim.

11 comentários:

  1. Eu li, ouvi e concordei. Realmente vivemos na era do mini-micro-nano. A velocidade à nossa volta é a supersónica. Já quase ninguém tem tempo para posts com mais de 4/5 linhas. Economia da linguagem é a palavra de ordem :)

    ResponderEliminar
  2. Pipoco, sendo o menino a escrever eu até leio posts de 383 linhas e sempre com a mesma atenção. A nossa atenção depende sempre de quem ouvimos/lemos.

    ResponderEliminar
  3. também há quem lhe chame deficite de atenção. Até dizem que é uma doença. E agora, pelos vistos, é uma doença social.

    ResponderEliminar
  4. Comentário das 9:51

    O pessoal só tolera ouvir-te durante 12 minutos?!? Surprise, surprise...

    ResponderEliminar
  5. VannD

    Essa do micro é crítica? Cada um tem o que tem.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo5.11.10

    Size matters?


    AM

    ResponderEliminar
  7. Vivemos na era da velocidade e da impaciência, é verdade, mas os homens que experimentem "gozar" rápido.
    Como alguém disse, o sexo encontra-se "orgulhosamente na contra-mão da velocidade".

    ResponderEliminar
  8. Anónimo5.11.10

    Yes, size matters!!!
    B.

    ResponderEliminar
  9. consegui ler tudinho até ao fim.

    ResponderEliminar
  10. ah Pipoco mas tudo isso é só porque o tempo, parecendo que não, é o bem mais escasso que temos. Há que focar no essencial. And, no, size doesn´t matter

    ResponderEliminar