01 setembro 2010

Pipoco e a noção dos limites

Eu até posso ter bebido Caipirão, admito, posso até ter ido de livre vontade a um concerto de José Cid, confirmo, posso ter um blog com um nome ridículo, é certo, posso embevecer-me com músicas francesas de antigamente, está certo.

Agora o que vos posso assegurar é jamais assentará neste meu pulso másculo uma daquelas pulseiras do equilíbrio, ou lá o que é.

20 comentários:

  1. Ah! E dizes confirmo e não confere...Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. hüila1.9.10

    eine positive

    ResponderEliminar
  3. Sim senhora, atitude de homem!

    ResponderEliminar
  4. Nem no meu! No way babe.

    ResponderEliminar
  5. Nem necessita Pipoco. Escrever no blog produz exactamente o mesmo efeito.

    ResponderEliminar
  6. uufffaaa, continuamos a ter homem então...

    ResponderEliminar
  7. nem tu, nem eu....

    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Pois.. expliquem-me porque é que anda tudo louco com essas pulseiras?

    ResponderEliminar
  9. eu já pensei comprar uma [tal não é o meu desespero por equilíbrio interior]. depois podia por uma gira por cima, para ninguém ver. e estaria radiosa e feliz [o que seria deveras estranho para o resto do mundo].

    ResponderEliminar
  10. Jamais é sinónimo de nunca, e acho que a pulseira não vale assim tanto :)

    ResponderEliminar
  11. Uiii... eu cá acredito tanto ao tão pouco que essas ditas pulseiras funcionem como manteiga em focinho de cão.

    P.s.- para quem não conhece a expressão, pode sempre experimentar barrar manteiga no focinho de um cão e ver qual o resultado.

    ResponderEliminar
  12. Pipoco, a pulseira é mais um estimulo pessoal para as pessoas acreditarem em algo, e isso, sim!!! é importante!!! Seja uma pulseira, a fé, uma paixão....

    http://pensamentosdeumgaijo.blogspot.com

    P.S. Mas também não uso... :)

    ResponderEliminar
  13. Ufa, prezo muito em saber que a sanidade mental ainda impera por esses lados :)

    ResponderEliminar
  14. Nem de propósito, cruzei-me hoje com uma no braço de um colega de trabalho. Ao que parece, a coisa é feite de Silicone. ora sendo assim, eu ficaria muito mais equilibrada usando o silicone para outros fins. Ficava eu e ficavam os transeuntes do sexo masculino que comigo se cruzassem. Gostos!

    ResponderEliminar
  15. Admite! Estás mortinho para usar uma... :D

    ResponderEliminar
  16. Pois. Eu vejo-te mais com uma pulseira do Senhor-do-Bom-Fim-da-Bahia.

    ResponderEliminar
  17. Bonfim.*

    Assim é que é.

    ResponderEliminar
  18. No outro ia quiseram-me vender uma por dez euros. Eu não a queria nem oferecida.

    ResponderEliminar
  19. Eu até gosto muito dessas pulseiras. Dão para ter uma certa ideia da capacidade intectual da pessoa que as usa.

    ResponderEliminar