10 julho 2017

Sonhei que estava num jantarinho de bloggers

E eu chegava e lá estava a Capitã Cuca, cimitarra na mão, disfarçada de coelho de Alice a dizer-me que eu estava atrasado, muito atrasado, quem havia de dizer, no blog parece tão cumpridor de horários e afinal..., inquirindo-me se eu sabia o que Borges pensa dos que chegam atrasados aos jantares, e lá estava a Pipoca Mais Doce a sorrir para mim, eu a pensar que era o meu dia de sorte, afinal era só um sorriso em parceria com, e lá estava a Palmier, eu a querer impressioná-la com as minhas opiniões sobre literatura russa, Madame Palmier a contar-me o pormenor dos veios do mármore do sétimo quarto de banho da Grande Obra, e lá estava Don Xilre encomendando cafés, mas tinham que ser dos que atravessaram o equador e servidos em chávena fria por J. Eustáquio de Andrada, e lá estava a Mãe Preocupada, acabadinha de arrumar o carro sem ter dado uma moeda ao arrumador, eu a querer cair nas boas graças da Mãe Preocupada e a dizer-lhe que gostava muito do trabalho dela, a Mãe Preocupada a ignorar-me e a ser toda atenções para o Senhor Pereira, a Susana Rodrigues, que tinha chegado de comboio, a dançar valsas e tangos por entre as mesas, e mais, muito mais, é perguntarem-se que bloggers lá estavam também que, em me apetecendo, logo contarei como foi que tudo se passou.

20 comentários:

  1. Anónimo10.7.17

    Se é para contar como tudo se passou, seja lá verdadeiro: Madame Palmier falava-lhe, sim, da problemática do Tijolo Correio da Manhã, certo?

    ResponderEliminar
  2. Subtil, a referência a esta blogger, mas também inesperada. É, às vezes tenho a mania que falam, todavia, comigo.

    ResponderEliminar
  3. Caramba, Tio Pipoco, isso não foi um sonho, foi um pesadelo!

    ResponderEliminar
  4. Homessa! Por que carga de água o senhor Pereira estaria num jantarinho de bloggers? Isso está-me a dar ideias...

    ResponderEliminar
  5. E a Lili Caneças não a viu lá, naquele cantinho, para poder olhar à volta a ver se descortinava algum fotógrafo, com o croquete na mão e o dedo mindinho espetado? É que estes jantarinhos de Tios e Tias de Cascais, são tããããão enfadonhos que até eu, uma simples campesina, declinei o convite...Só lamentei uma coisa; ter perdido a oportunidade de conhecer...Tchan-tchan...J. Eustáquio de Andrada. Estava a pensar o quê?...

    ResponderEliminar
  6. No meu tempo antes deste tempo, os bloggers não jantavam, pelo menos comida. Usavam o seu tempo juntos para coisas mais definitivas como, por exemplo, saber quem dominaria o mundo das referências literárias, quem iria ditar o que os humanos iriam vestir nas próximas épocas ou que tipo de humor seria aceitável para textos com mais de duas linhas. Ocasionalmente, poderiam decidir sobre se era in ou não moderar comentários e se aquelas imagens irritantes para identificar papaias ou copos de cocktail era aceitável na hora de evitar spam.

    Mas, nessa tempo, os bloggers viam-se mais como semi-deuses dos Submundo e nem tanto como personalidades distintas de um mundo pseudo-real.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo10.7.17

    gostei muito. agora só falta fazer outro post sobre "o jantarinho com os comentadores do blog",
    vw

    ResponderEliminar
  8. Ei,ei,ei!

    Estava aqui no merecido descanso das desventuras de um auditor em terra de doidos, gin sereno na mão direita de final de tarde, olhar absorto numa das sentimentais traquitanas d'Ela, e vejo-me obrigado a ler a coisa duas vezes. Duas vezes!

    Interrogo-me, ainda antes de terminar o gin, já estragado pelo gelo vertido em água, afinal onde está o Ó naquela planície onírica do Pipoco?!

    Bem, há coerência, penso, Cuca e Palmier, sonhou com Belas Damas, nem tudo é mau, fica explicado.

    E, inesperadamente, lá está também o magnífico Don Xilre!

    Será apenas décalage cultural, caro Ó?!
    Será por seres part time blogger e comentador profissional?!
    Ficarão os comentadores profissionais à porta da disco na toada de Aznavour, a imaginar a funçanata no interior do sonho?!

    É luta de classes ou sistema de castas?
    Tu, Ó, sim, bem avisei, bem avisou o Avô Marcelo, que não fumas Cohibas, que nunca bebeste Barca Velha, vergonha das vergonhas, que tens um poderoso bólide francês quase quase a chegar aos cem cavalos, que tens uma casa com apenas três banhos e um jardim cheio de árvores de fruto?! (bem, na realidade tens mais casas, mas esta é que conta, foi construída com Ela)

    Lavro aqui o meu protesto, e o protesto dos meus camaradas de degredo, pela exclusão de tão agradável convívio no mundo dos sonhos, até à vitória final.

    E aviso já que assim não há erva para quem quer que seja!
    Nem em sonhos nem na merenda há muito prometida.

    Poças! Que desperdício de bom gin...

    ResponderEliminar
  9. A flor tinha que estar.

    ResponderEliminar
  10. Da próxima vez exigirei um acordo de confidencialidade...

    ResponderEliminar
  11. Respostas
    1. Anónimo12.7.17

      Oh, ó... ainda não se apercebeu que anda a bradar no deserto?

      ( não se atreva a dar a resposta que estou a pensar, olhe lá no que mete...)

      Eliminar
    2. Lady Kina12.7.17

      ...mas qual resposta? tem alguma coisa a ver com camelos?

      Eliminar
    3. Anónimo12.7.17

      Bruxa!!!...ahahahahaha

      * faltou ali um 'se' antes do mete.

      Eliminar
    4. Ei, ei, ei!

      Manifesto apenas a minha justa indignação pela exclusão de um sonho tão bonito. Quando o sonho não é inclusivo logo à primeira nunca mais endireita.

      Poças, toda a gente bate em quem é pequenino...

      Eliminar
    5. Mas caro onónimo, o nosso PMS nomeou algumas pessoas constantes do seu sonho, no entanto foi muito claro ao dizer que havia "mais, muito mais". Ele quer que a gente lhe peça para dizer quem mais estava e ainda ninguém pediu, ao que sei.
      Eu cá por mim estou praticamente certa que um comentador tão assíduo e acutilante como o caro onónimo também lá estaria. Ainda por cima sendo bonito.
      Então quer pedir ao nosso Pipoco para avançar com o resto do sonho antes que ele se esqueça ou peço eu?

      Eliminar
    6. Por favor cara Susana! A minha voz não chega ao céu do nosso demiurgo, especialmente quando está de humores. Mnha Nossa Senhora! Até já lhe deu para fazer "gin com Porto. Está tudo perdido...

      Eliminar
  12. Anónimo13.7.17

    Ena! Um comentário de Mak! Há que tempos! (Ou ah, que tempos!)

    ResponderEliminar
  13. Sobre sonhos... esta noite Sonhei que o Ricardo Araújo Pereira se tinha mudado para o meu T1 que comprei há cerca de 16 anos e onde já não vivo há uns 6. Para adensar ainda mais o sonho, ele levou consigo um filho gordinho, de caracóis louros. O Ricardo pediu-me guarida para pode grelhar peixe espada preto, algo que por uma razão que desconheço não podia fazer na sua casa. No sonho pedia ao seu filho que fosse ao supermercado comprar nêsperas Marroquinas. Pediu-me também que lhe emprestasse o meu portátil, porque se tinha esquecido do seu. Entretanto o Ricardo desapareceu, levou com ele o meu portátil e deixou-me como "caução" o puto de cabelos encaracolados. Entretanto dou comigo numa casa repleta de pessoas onde decorria uma festa temática, cujo tema era cada pessoa mascarar-se de outra que estava presente. Por serem em número ímpar e possivelmente por ter sido o último a chegar, tive de me mascarar de mim mesmo e estranhamente não me reconheci.

    ResponderEliminar