04 janeiro 2017

Assim de repente...

...para além da mala da Pepa e do sarilho da Pipoca Mais Doce com a não sei quê Fane, que recordamos nós dos blogs que já se tenha passado há mais de quarenta e oito horas?

52 comentários:

  1. O episódio das meias :DDDDDDDDDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, a uma microescala, agora que fala nisso, tenho uma vaga ideia.

      Eliminar
    2. Sabe como é, movimento-me em blogs-nicho, praticamente desconhecidos, de maneira que aquele um dos que mais me marcou (sabe quando uma criança descobre que o Pai Natal não existe? Foi pior...).

      Na verdade recordo muitos e a larguíssima maioria devido às gargalhadas que me proporcionaram.

      Eliminar
    3. Mirone, "muitos" não e coisa nenhuma. Não consegue dizer um ou dois, certo? Pois, é disso que trata este magnífico post...

      Eliminar
    4. Muitos são muitos, mesmo.

      Eliminar
  2. Lady Kina4.1.17

    Não sendo do (esse) tempo da PMD (cuja existência só descobri após vir aqui dar), não vou sequer perguntar quem era "a não sei que Fane", mas ainda me lembro de alguns episódios, lá isso lembro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo4.1.17

      Que pena não ter visto Kitty Fane e PMD digladiarem-se por um samsung (e a atenção de um editor).

      Eliminar
  3. Lembro-me de tantas coisas que até tenho vergonha de apresentar o rol completo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Consegue reter mais de dois posts, dois episódios, que se tenham passado há mais de dois dias?
      Palmier, não cessa de me maravilhar...

      Eliminar
    2. Anónimo6.1.17

      Lembro-me de tantas! Se puder escrever aqui todas, é só dizer Tio Pipoco. :)

      Eliminar
  4. Eu lembro-me de i m e n s a s coisas. Ao blogue da PMD não me atrai muito ir, por isso também não sei nada da Fane. Mas quando lá fui há anos, à PMD, cujo nome achei engraçado por ser o feminino deste nome aqui mas em doce, vi um post sobre um jogo de computador que tinha mais de 100 comentários, aparentemente todos sobre esse jogo, era Candy... Crush? Fiquei admirada por esse blogue ter tantos seguidores, que ainda li mais um post ou dois a ver se descobria o porquê do interesse; não descobri. Mas vê, Pipoco, fiquei a conhecer que havia aquele jogo de computador e ainda me lembro (há anos!).

    (Cláudia, podias vir aqui escrever um comentário maior que o meu, que agora até fiquei envergonhada, sff?)

    :-)

    O sorriso adorável é para desejar um ano muito bom a todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certo, Susana, é uma recordação pessoal, algo que lembra passados muitos anos.

      Mas não há muito mais que retenha com tanta clareza, pois não?

      Eliminar
    2. 5 de junho 2014 — o dia do seu post com sapatos. (Lembro-me da data, porque um sobrinho meu fazia anos nesse dia, não sou maluquinha)

      Mas é bom lembrar-me dos sapatos, não é? Foi tão giro.

      Eliminar
  5. Anónimo4.1.17

    Um dos posts da Isabela que focava aparentemente uma sessão de terapia cuja ideia central "não te quero meu traste, porque desistes de mim?"
    Um do LM Jorge sobre a "Cilinha".
    Comentadora entusiasmada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente. Lembro-me do da Isabela, não recordo o do LM Jorge (apesar de ser leitor regular)

      Eliminar
  6. O Sô Pipoco deve ter problemas de memória ou então é muito volúvel. Para o 1º caso recomendo-lhe fósforo para a 2º é que já não tenho remédio a aconselhar-lhe, essa doença costuma genética.

    Boa tarde Sô Pipoco :-))

    ResponderEliminar
  7. As pessoas agora guardam as quezílias só para elas, para os covis das caixas de mail. Ou a coisa começa a chegar a um nível ali parecido com o do bulhão e ninguém aguenta mais tanta sofisticação, o diabo, meu caro...

    ResponderEliminar
  8. Ninguém esqueceu a participação de Rentes de Carvalho neste mesmo blog.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa Cuca, mas não houve cena de faca e alguidar, não conta ;)

      Eliminar
    2. Lá está, a minha tese é que só esquecemos as cenas de faca e alguidar! :))

      Eliminar
    3. Absolutamente inesquecível ter Rentes de Carvalho à conversa neste blog. Um privilégio que não esquecerei.

      Eliminar
    4. Sim, Cuca, que acho que é isso que o Pipoco quer demonstrar com este post, lá daquilo das coisas serem como são e não sei quê. Mas é preciso ser-se especial para esquecer as cenas de faca e alguidar e ficar com o Rentes de Carvalho. Especial como nós :D

      Eliminar
    5. E Rentes de Carvalho lembra-se bem deste blog que ainda há uns meses tive o privilégio de trocar dois dedos de conversa com ele e conversamos sobre isso :)

      Eliminar
  9. Já Dale Canergie elogiava o esquecimento como sendo um dos melhores atributos da memória.

    ResponderEliminar
  10. Lembro-me ainda das noites de eleição; de todos os contos que escrevemos em corrente; de um post seu sobre o último abraço na perspetiva de quem sabe que é o único abraço; de uma polémica sobre uma blogger obviamente adolescente com quem todos foram maus; dos maravilhosos conflitos no lago tanganita; do resgate da Palmier quando amuou com os blogs; daqueles cem anos de escuridão em que o Pipoco não escreveu um post, etc etc etc

    ResponderEliminar
  11. Anónimo4.1.17

    O arrumadinho a fazer campanha contra a funcionária de um banco que num comentário "ousou" achar feias as suas calças vermelhas.
    PMD criticou o outfit de uma miúda que a Make-a-Wish levou aos Oscares. PMD chamou porosa a Sofia "não me lembro o apelido", atriz com o mesmo nome da tal miúda e que na altura até manifestou a intenção de processar a PMD).
    Cocó na fralda mostrou o queixo aberto do filho mais velho.
    Post da "parvas de merda".
    As peixeiradas que levaram ao fim do Pipi sem meias.
    O c.v. sexual da Quadripolaridades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofia Alves, vinha ver se alguém já se tinha lembrado disto e pelos vistos sim...
      Aquilo dos poemas e das chaves do não-sei-o-quê. durou mais de 24 h o 1º e o 2º uma semana.

      Eliminar
    2. Lembrei-me da Maçã de Eva tinha sempre uns assuntos que perduram, a Pink Poison anda sempre às turras com a Filipa, mas não sei se são consideradas 1ª liga.

      Eliminar
  12. E lembro-me claro, há setenta anos atrás, da mítica semiramis. A blogger que morreu deixando uma caixa de comentários aberta onde as pessoas se continuaram a encontrar por muito tempo.

    ResponderEliminar
  13. Lady Kina4.1.17

    Vou falar a sério, por culpa da Cuca, que me abriu aqui uma porta: Episódios lembro de muitos, polémicas, palermices, brincadeiras, tantas geniais, filhas da putice incontáveis, porém, houve uma vez uma coisa que o Outro Ente escreveu que soube não iria esquecer, e não esqueci - de alguém que tinha dentro VENTO. Foi uma das coisas mais bonitas que li em "estes" blogues.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina4.1.17

      Fui consultar:

      "Ela era livre e eu amei esse vento que ela tinha dentro".

      Eliminar
    2. Anónimo5.1.17

      Oh sim, maravilhoso. Obrigada pela partilha Lady Kina.

      Eliminar
  14. Anónimo4.1.17

    Isto dos blogues é como a legislação: não se memoriza, consulta-se.
    A quem é que interessa recordar alguma coisa do que se escreve nos blogues?

    ResponderEliminar
  15. Anónimo4.1.17

    Desde dia 30 de Dezembro que continuo à espera que me responda, por exemplo.
    E já lá vão mais de 48 horas...

    ResponderEliminar
  16. Tenho memória de paquiderme. E muita, demasiada, coisa sem jeito nenhum a ocupar-me espaço no cérebro.

    ResponderEliminar
  17. Estive muito ocupado nas últimas 48 horas, porém continuo a minha demanda de poesia.

    ResponderEliminar
  18. Pipocante Irrelevante Delirante4.1.17

    Eu, que sou do tempo do Meu Pipi, que até escreveu um livro, de que me lembro...

    Oh, para as crianças oferecem-se caixas vazias, ou do arrumador que ofereceu a roupa à mana para esta ir aos Óscares.
    Ou Cursos de blogs.
    E quando toda a gente começou por mera coincidência a perguntar à audiência qual a melhor solução para jantar quando não há tempo para preparar o chop-chop?



    ResponderEliminar
  19. Irrelevâncias. Somente irrelevâncias. Um bom ano!

    ResponderEliminar
  20. Cláudia Filipa5.1.17

    Podia fazer uma lista interminável, mas não vou fazer (Susana, mesmo assim o comentário deve ir ficar com muito mais palavras do que o teu :-) o sorriso é para ti) o que vou fazer, Pipoco, é tudo para derrotá-lo nessa sua cruzada de que isto são só blogs e que não marcam ninguém e não têm magia nenhuma e que ninguém quer saber de ninguém e que as pessoas só recordam as grandes zaragatas e tal, o que vou fazer é escolher só duas ou três coisas, propositadamente, estrategicamente, sim, com requintes de malvadez, cá vão elas:
    Lembro-me da primeira vez que me respondeu e... oh, Senhores! Chamou-me "CláudiO", sim, é verdade, depois de tanto, mas tanto comentário escrito com carinho "CláudiO" (o tema eram os livros do JRS) e mesmo assim continuei a comentar. Lembro-me do lago tanganica e do Salgadás e de um pequeno filme em que aparecia de barbas brancas a falar com o Ruben (tão giro) e foi quando fiquei a saber que tanto o Pipoco como o Ruben eram indianos e lembro-me quando pinturas de Goya e Brueghel apareceram com legendas alternativas e lembro-me da sua espécie de post de Natal do ano passado e lembro-me que adorei aquele movimento que permitiu-me ouvir as vozes das pessoas que costumava ler e adorei mesmo isso e lembro-me de um post que achei qualquer coisa na altura em que os posts aqui desapareciam ao fim de um dia ou em menos tempo e terminava assim: "Podíamos ter tido tudo isso. E tivemos." E lembro-me que fiz um comentário a pedir a sua opinião sobre Lobo Antunes e gostava mesmo de ter lido a sua opinião e lembro-me que respondeu-me que podia contar com isso e já era altura para voltar a ter esperança na humanidade, é que o post não aconteceu, mas isto de que me lembrei e fui buscar também não "...em menos de dois dias vai-se espalhar a notícia de seres o infeliz proprietário de uma genitália ao nível do cidadão japonês".



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia Filipa5.1.17

      A espécie de post de Natal que queria referir é de 2015, esta coisa do 2016 ter acabado há tão pouco tempo baralhou-me, mas o do ano passado também pode ficar, serve até muito bem a intenção do comentário.

      Eliminar
  21. E da Sissi, ninguém fala? Mulher de... bolas (falha-me o termo).

    ResponderEliminar
  22. a querida N. e o seu blog deslumbrante.
    a sua ausência.

    ResponderEliminar
  23. Anónimo5.1.17

    Nanonima, com saudades...... e o Dear Zé, ainda aberto, mas sem novas publicações.

    Joaninha

    ResponderEliminar
  24. Anónimo5.1.17

    Carambas...Sou só eu que recordo todos os outifts inventados pela Palmier...E que me fazem rir às lágrimas ou é suposto recordarmos apenas o que traz " sangue"?

    ResponderEliminar
  25. Anónimo5.1.17

    A rapariguita da fotocopiadora.

    ResponderEliminar
  26. Meu caro Pipoco, então e o magnifico "post global" que foi os bloggers a dar voz aos bloggers declamando poesia. Veja só a quantidade de posts inesquecíveis que lhe estão associados: a voz da Capitã Cuca, a voz da Palmier, a voz de Don Pipoco (imagine-se!), a voz do magnifico Xilre, a voz da ana, a voz da Maria Eu... entre muitos outros.

    Meu caro, veja lá isso.

    ResponderEliminar
  27. Anónimo5.1.17

    Recordo me de Pipoco ir a correr na cabine do aviao na descolagem...recordo me de um post em que escreve que a sua mulher é muitissimo inteligente...recordo me da falta de jeito que dava aquela coisa de nao ter os post alinhadinhos, depareciam....recordo me dos seu posts de Jesus (o treinador)...recordo me do afecto que nutre por seus pais...recordo me que ainda nao leu Ulisses...e recordo me quando o seu cao "partiu"...do que me recordo o "boneco" é boa gente! Bom ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo6.1.17

      Exacto!

      Eliminar
    2. Anónimo6.1.17

      faltam os sobrinhos! Os sobrinhos do Tio Pipoco.

      Eliminar
  28. Anónimo6.1.17

    Recordo-me de vários seus (eu disse vários) inesquecíveis. Entre os quais, um vídeo do YouTube do Charles Aznavour a cantar o Avé Maria com um coro de rapazinhos de que não me lembro agora o nome. Mas há mais.

    ResponderEliminar
  29. Eu nunca percebi a polémica Kitty Fane vs. Pipoca. Devo ter chegado depois à blogosfera. De polémicas lembro-me de alguém que pediu uma passadeira de correr no blog da Coco e achou que a resposta estava a demorar e outra coisa qualquer em que de um dia para o outro as bloggers mais lidas começaram todas a promover a comida do pingo doce.

    sofia

    ResponderEliminar
  30. Anónimo6.1.17

    Tenho saudades de dois blogs fantásticos entretanto desaparecidos que eram a elasticidade do tempo do JM e nAnónina. Mas continuamos a te- lo a si há mais de setenta anos a blogar com a qualidade de sempre.ĺ

    ResponderEliminar