21 outubro 2016

Em verdade te digo, Ruben Patrick

Com o tempo, Ruben Patrick, aprenderás a arte de tirar do sério uma mulher, aprenderás que mais do que não lhe notares o novo penteado, mais do que te esqueceres do que ela acabou de te recomendar que jamais esquecesses, mais do que responderes em modo automático quando ela te conta em pormenor as coisas lá dela, mais do que preferires Alvalade a um jantar de sushi, o que verdadeiramente as fará deixar de apostar em ti, Ruben Patrick, é quando as tratas com condescendência.

9 comentários:

  1. Anónimo21.10.16

    Minhas boas amigas, sugiro que ninguem comente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, caro/a anónimo/a. Silêncio absoluto!

      Nós, mulheres, lá precisamos de condescendência?? Pffff

      Maria

      Eliminar
  2. True. Odeio homens condescendentes, passivos. Não somos assim tão difíceis.

    ResponderEliminar
  3. O que no fará deixar de apostar em vocês, meu querido, é a cobardia, o not standing up for us. A condescendência só nos irrita. Muito, mas é só.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21.10.16

      Como se diz em brasileirês: a cobardia é broxante!

      Eliminar
  4. Caríssimo, como (quase) sempre não é uma questão de género. Tratar as pessoas com condescendência é só do mais estúpido que se pode fazer. Ou as pessoas são menos capazes que nós e aí entramos naquilo de bater no ceguinho, o que é, no mínimo, moralmente questionável. Ou as pessoas são tão ou mais capazes que nós e fazemos figura de tontos. "Nós", os que tratam com condescendência.
    Perde-se sempre.

    ResponderEliminar
  5. Em verdade lhe digo, Ruben Patrick - com o tempo vai aprender a não confundir inchaço com gordura - pode é ser já tarde demais.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21.10.16

    ruben patrick diga, por favor, ao seu tio que é necessário ele fazer uma formaçãozita sobre o tema. vai ver que não lhe custa nada
    vw

    ResponderEliminar
  7. Pobre Ruben.

    O meu caro é capaz de fazer o favor de informar o pobre rapaz que após alguns white lady a condescendência até pode resultar?

    Ah, o conforto da doce dama nos robustos braços de uma evocação da tolerante imagem paternal da infância...
    Até eu próprio fico emocionado.

    A nobreza do Homem está na aferição do momento correcto. Cedo de mais pode dar mau resultado; tarde de mais pode não dar qualquer resultado, afinal a ideia é dormir com e não adormecer com (mas posso estar seriamente enganado - é sabido acontecer esporadicamente).

    Acima de tudo, caro Ruben:

    1) Não gracejes acerca do cérebro. Chamar-te-ão petulante (com toda a propriedade, embora seja bem melhor que outros adjectivos).

    2) Não ligues aos conselhos do Tio. Vê só o que acontece com o Sporting. O Tio está um pouco para as Mulheres como o Jorge Jesus para o futebol...

    ResponderEliminar