24 junho 2015

Os problemas das mulheres

Não lidarem maravilhosamente com a realidade.

14 comentários:

  1. No "Lost" isso também acontecia com frequência. E não era um exclusivo feminino.

    ResponderEliminar
  2. Isso é porque nem sempre a realidade as traduz maravilhosamente. Tudo culpa da realidade, portanto: se não fosse tão falsa, não dava nisto.

    ResponderEliminar
  3. Mas esses não são os problemas dos senhores do BES? Ou está a querer dizer que os senhores são, na realidade, senhoras?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo24.6.15

    Mas não podem ser só as mulheres, porque assistimos a uma globalização do "faz de conta". Emprego de faz de conta, salário de faz de conta, carreira de faz de conta, profissionalismo de faz de conta, amizades de faz de conta, comida no prato de faz de conta, entre tantos outros exemplos com imensas nuances em cada um dos temas citados anteriormente.

    Na comida de faz de conta: temos morangos que cheiram a banana e sabem a limão, pão que será de qualquer coisa semelhante a uma argamassa de farinhas diversas, enfim, chocolate quase sem cacau.

    E nós fazemos de conta que vivemos na realidade que afinal não passa de um faz de conta.

    ResponderEliminar
  5. Sabe é que as pessoas têm uma certa tendência em deixarem-se ser levadas pelo "1% de esperança". O 1% de espeçança maravilhosamete destrutivo de qualquer realidade pseudo-rosa

    ResponderEliminar
  6. Caramba, Tio Pipoco, conhece mulheres estranhíssimas, e, também estranhamente, só de um certo tipo de personalidade. Diversifique. Vá. Perca o medo à plebeia classe média feminista e de esquerda ;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo24.6.15

      Ah ah ah ah ah ah ah

      Eliminar
  7. Anónimo24.6.15

    O problema do post : o " maravilhosamente".

    ResponderEliminar
  8. Anónimo24.6.15

    O problema dos homens é não gostarem das alças... snif, snif,,,

    ResponderEliminar
  9. Anónimo24.6.15

    Não sei bem , mas parece-me que o Pipoco diz que as mulheres vivem demasiado a realidade ( são muito pragmáticas, muito terra-a-terra ) sem a "maravilha", a fantasia, o tal faz de conta, os suspiros encantados, um pouco de alice no pais das.
    Não tenho conclusão alguma sobre esta leitura que faço do post, mas encontro-lhe alguma afinidade com outros ( daqui e dacolá)

    ResponderEliminar
  10. Pipocante Irrelevante Delirante24.6.15

    As mulheres estão certas
    A realidade é que tem dificuldades em adaptar-se

    ResponderEliminar
  11. O mesmo para a fantasia. Tem dias.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo25.6.15

    E não é tão bom ser assim, tio?
    VW

    ResponderEliminar