24 janeiro 2015

Eu...

...que sei que o Nik Kershaw já foi vocalista dos Kajagoogoo, que sei que o Jean Michel Jarre deu um concerto na China, que sei que o outro tipo dos Wham se chamava Andy, que sei que o indivíduo que era baterista dos Genesis tocou nos dois Live Aid, que sei quem foram os Human League, que sei em que ano tocaram os Duran Duran em Lisboa, não faço a mais pequena ideia de onde saiu esta Violetta.

23 comentários:

  1. Há processos mais difíceis de gerir. Curiosamente também estou dentro do cenário acima descrito, e na ignorância do que se passava sobre Violleta e seus efeitos, fui espreitar só um bocadinho! Agora já sei quem é, e o que custa!

    ResponderEliminar
  2. Limhal, ou sei lá como se escreve, é que foi vocalista dos kajagoogoo. Então esses anos oitenta, tio Pipoco, hum?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Limahl. Tive que ir confirmar que já não posso confiar na memória...

      Eliminar
    2. Segundo - mal - me lembro, seria um anagrama de Hamill, seu nome verdadeiro. Caramba, muito suspirei por esse músico sofrível.

      Eliminar
    3. Izzie, não se penalize, eu gostava da vocalista dos Human League...
      (e passei pela fase New Order e This Mortal Coil...)

      Eliminar
    4. Eu juntaria aqui, se me permite, os Cocteau Twins -- ah, aquela voz da Elisabeth Fraser. E quase tudo o que saia da 4AD na altura era de primeira água.

      Eliminar
  3. Ou que o Jean Michel Jarre, filho de Maurice Jarre (que fez bandas sonoras como a do Passage to India), foi casado com a Charlotte Rampling, que entrou no Porteiro da Noite, de Liliana Cavani, com o também magnífico Dirk Bogarde, que entrou no Morte em Veneza de Visconti.
    Outros tempos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era tão bonita, a Charlotte Rampling...

      Eliminar
    2. http://www.adorocinema.com/personalidades/personalidade-1768/fotos/detalhe/?cmediafile=21024211

      Sublime e desejável. Aconselho o filme.

      Eliminar
  4. Anónimo24.1.15

    Com que então velhinho, tio?
    Pelo repertório ali acima, atrevo-me a apostar que é menino para ter nascido na década de 60/70.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lady Kina24.1.15

      Pipoco é intemporal, não tem idade. Pipoco é diáfana uma projecção de nossos mais incrustados imaginários. Pipoco não é humano e não tarda teremos fundada uma nova religião.

      Eliminar
  5. é sul-americana n é? é a nova pila circus meets floribela, já n é do nosso tempo.

    ResponderEliminar
  6. Nik Kershaw - I won`t let the sun go down on me - não era dos Kajagoogoo ;)
    Os Duran Duran tocaram em Cascais - pavilhão dramático!
    PMS se tivesse uma filha, ainda que só com cinco aninhos, saberia quem é a Violetta! :)

    ResponderEliminar
  7. é um sortudo, é o que é! Quem tem filhas e sobrinhas, infelizmente, sabe, nem que seja ao de leve, de quem se trata.
    Como a Isa (hoje estamos em sintonia) bem descreveu é algo tipo miley cyrus meets floribela.

    ResponderEliminar
  8. Cláudia24.1.15

    Pipoco, caso ainda não tenha lido, é de ler um dos outros elementos do meu quarteto (masculino) maravilha da blogoesfera (Pipoco, Xilre, Menino e JRC, sem preferências). É pois, de ler o Menino e o seu post: "Cem coisas que precisas de saber - coisa # 79 - Ser jarreta é uma opção", é o último, completamente a propósito deste seu post (estava capaz de apostar que se inspirou neste seu post). O Menino, a retratar-nos de forma brilhante, para não variar. Já agora confesso que muitas vezes, opto por ser jarreta (e ao ler os outros comentários, parece que optamos todos).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, o Menino é sempre uma excelente escolha de leitura. E, sem falsa modéstia (que não tenho), incluir-me nesse quarteto é uma honra para mim.

      Eliminar
    2. Cláudia24.1.15

      Há um tempo, também o Menino, escrevia que em tempos de Google, escondidos atrás de um computador, todos podemos passar por grandes sábios, grandes conhecedores, fazer um brilharete, mas não passarmos de uma farsa. Agora, digo eu, se estivermos atentos, se realmente lermos, conseguimos perceber quem é farsa e quem tem uma verdadeira bagagem de conhecimentos, pelas linhas que escreve, entre o que todos podemos encontrar no Google, pelos raciocínios, pelas ligações que faz, se quiser, até pelas entrelinhas, conseguimos separar o trigo do joio, separar o que é autêntico da farsa. É, para além das vezes que me faz sorrir, também por isso, que para mim, sem favor nenhum, faz com toda a justeza, parte desse quarteto. Sempre gostei de aprender com quem realmente sabe e por isso me ajuda a pensar, porque ao Google, eu também posso ir facilmente.

      Eliminar
    3. Ah, cara Cláudia, só os génios têm "bagagem".
      O resto de nós apenas leva índice remissivo na mala de mão.

      Eliminar
    4. As meninas que foram ao concerto da Violetta nunca mais vão esquecer...nem daqui por muitos anos!

      Não precisei ir ao google.

      Os Duran Duran tocaram em Cascais. O concerto foi no Pavilhão Dramático. Eu estive lá acompanhada por um adulto, pai, nunca mais me esqueci do meu primeiro concerto.

      Eliminar
  9. Pingos de Chuva24.1.15

    Nem eu, que sorte!. Mas ouvi os preços.Quanto ao resto também sei. Só que o vocalista dos Kajagoogoo era o Limahl, aquele do cabelo em duas cores e cara de bebé.

    ResponderEliminar
  10. Antoñito Zunzuniegui Fierro26.1.15

    Que triste é a inveja... :-(

    ResponderEliminar