30 setembro 2014

Os problemas das mulheres

As suas ricas mãezinhas nunca lhe terem ensinado que pode existir mais intimidade num abraço do que numa noite de sexo.

(e, como corolário, terem-lhes ensinado tudo para resistir a sexo e terem-nas deixado desprotegidas quanto ao abraço)

11 comentários:

  1. Foi o meu pai que me falou sobre o poder do abraço e não me parece, aliás, tenho a certeza de que isso não me trouxe qualquer espécie de problema.
    (bem sei que o meu pai é um homem fora de série, mas a minha mãe não o é menos).

    ResponderEliminar
  2. Anónimo30.9.14

    Este post já passou mais que uma vez.
    Como diria a outra, Freud explica.

    ResponderEliminar
  3. Pela primeira vez, nesta história das mulheres não sei quê, estamos de acordo.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo30.9.14

    Tio Mais Salgado, a minha rica mãzinha (para utilizar as suas palavras) dizia/diz que "depois do beijo vem o desejo", não sei se serve.:)
    Beijnhos,
    VW

    ResponderEliminar
  5. O abraço encerra em si a possibilidade e a fantasia. Olhe que as mulheres sabem disso.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo30.9.14

    Perdi-me, um dia, com um abraço inesquecível. Ainda não me encontrei.

    ResponderEliminar
  7. Os abraços é que me consolam. Portanto, esses é que importam.

    ResponderEliminar
  8. E quem disse que as ricas mãezinhas (ou paizinhos) não ensinaram? Nesse caso, quererá o Pipoco afirmar que as mulheres não terão problema? É isso?

    P.S.: e ontem o nosso Sporting! Grande jogo!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo1.10.14

    O abraço, T., o abraço.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo27.10.14

    A minha rica maezinha tb me avisou que depois dos 40 os homens mudam a musica sobre o que conta e e' importante.

    ResponderEliminar