27 junho 2014

Um mundo de oportunidades

O que recordarei deste Mundial, para além das caipirinhas a acompanhar rodízio, é aquele invento de pegar num "spray" de espuma branco e as pessoas afastam-se para lá da linha, respeitadoras dos limites que não podem ser ultrapassados, tementes à linha branca.

6 comentários:

  1. E eu, que sempre pensei que no Brasil a linha branca era precisamente para passar dos limites, leio este post e verifico que estou completamente fora dela...

    ResponderEliminar
  2. Uma novidade para nós, mas já há muito utilizada.

    ResponderEliminar
  3. Dava imenso jeito isso funcionar "fora da quatro linhas".

    ResponderEliminar
  4. Havia a "linha vermelha" que poucos ousavam atravessar, a partir de agora é a linha branca a dar um todo significado à coisa.

    ResponderEliminar
  5. existe uma linha que separa... :D

    ResponderEliminar