04 junho 2014

Daqui onde me encontro

Um casal de andorinhas fez ninho no telheiro. Deixei de lá estacionar, apeteceu-me que tivessem tranquilidade e afinal o carro pode ficar num sítio qualquer,  se as andorinhas escolheram o meu telheiro é porque lá acharam que eu era tipo para não as aborrecer de manhã com portas de carro a abrir e fechar-se. Nasceram três andorinhas, só percebi quando estava a ler jornais ao sol, e as andorinhas não paravam de voar em modo circular, cada vez mais perto de mim. Habituei-me a ver três cabecitas a espreitar para fora do ninho e os pais a levar-lhes comida à boca e eu a sentir-me uma espécie de Tony Soprano a espreitar os patos na piscina. Um homem habitua-se a estas coisas e dá por si a desejar que corra tudo bem às três andorinhas que escolheram o meu telheiro, somos quase amigos, eu e as andorinhas do meu telheiro. A primeira andorinha saiu do ninho hoje e está a saltitar em cima do meu carro. Até o cão, que tem o saudável hábito de estraçalhar tudo o que lhe aparece à frente, guarda uma distância prudente e observa de longe a andorinha a tentar voar. Eu gostava de poder tirar o carro, mas é mais importante que a andorinha aprenda a voar sem ter que se preocupar comigo, afinal só tenho a primeira reunião a meio da manhã e sempre me deu tempo para escrever este post.

12 comentários:

  1. Anónimo4.6.14

    Voos circulares, Tio Salgado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Naturalmente. Corrigido, obrigado.

      Eliminar
  2. zé da fisga.4.6.14

    Ou voos picados? Parece-me ser mais isso. Ora aprecie melhor.
    depois é conveniente frequentar um curso intensivo de matemática porque, pelo menos, são cinco andorinhas e não três, fora dois andorinhos que vêm aos feromonas dispersos.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4.6.14

    Em frente a minha casa, todos os anos vejo-as a chegar e a fazer o ninho. sempre no mesmo sítio.
    De manhã, quando vou á varanda,vejo-as em voos "picados" sempre a piar.
    Quando se vão embora sinto a falta delas.
    ADORO andorinhas. :)
    Gostei do teu post. Eu também sou assim. Bjnhs,
    VW

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OCorvo4.6.14

      Grande coisa! Em frente à minha casa vejo-as fazer o ninho e tratarem da labuta diária, muito atarefadas...Todos os dias!

      Eliminar
  4. o pipoco parece um avô

    ResponderEliminar
  5. Na sequência dos seus posts anteriores ( pena não permitirem comentários) e culminando neste , devo dizer-lhe com extrema satisfação de que o Sr. Pipoco está numa fantástica fase " Palomar" - aquilo lá do Italo Calvino.

    ResponderEliminar
  6. " e eu a sentir-me uma espécie de Tony Soprano a espreitar os patos na piscina"

    ( Sorriso rasgado de quem recorda homens feitos voltarem à infância. Sorriso de saudade também )

    ResponderEliminar
  7. Aprende-se imenso com a natureza :

    https://www.youtube.com/watch?v=jrQxxYHL9P4

    Também há um livro absolutamente notável a este propósito:

    O mundo sem nós, de Alan Weisman

    ResponderEliminar
  8. Awww! Tio Pipoco a ser fofinho, que doçura!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo4.6.14

    Tenho pena que não tivesse permitido comentar os seus 2 últimos posts. Bastante interessante a sua atitude. Digna de análise mas agora não tenho tempo pois tenho de ir fazer o jantar.
    Espero que leia: http://www.ionline.pt/artigos/portugal/carolina-15-anos-voltou-ser-vitima-abusos-os-alarmes-soaram-ninguem-fez-nada-0/pag/-1
    Isis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo4.6.14

      Atitude interessante e digna de análise , estou de acordo e também não tenho tempo. Lamentavelmente a minha análise não é lisonjeira, e até fiquei muito contente com os voos das andorinhas hoje, pois fazem lembrar que pode haver uma primavera, depois do abrupto outono e inverno em que caiu nas últimas semanas.

      Eliminar