02 maio 2014

Mulheres com quem Pipoco não se importava de ir almoçar hoje

Não uses o elevador se só tiveres que subir cinco andares. Ou descer dez. Lembra-te sempre de agradecer uma ajuda. Não te atrases. Nunca te atrases. Pede desculpa só quando houver razão para isso. Dorme pouco. Percorre os quilómetros que forem necessários só para jantar naquele sítio com aquela pessoa. Ajuda pessoas. Mas não te vanglories por ajudar pessoas, devias fazê-lo sempre. Convida os teus pais para jantar. Lembra-te que o sucesso é coisa passageira. Os que encontras na subida, provavelmente encontrarás na descida. Sê gentil com as mulheres. E com os homens. E com os animais. Desliga o telemóvel no cinema. E no teatro. E quando estiveres com aqueles de quem gostas. E ao jantar. Desliga-o sempre que te for possível. Escreve um blog. Que não seja sobre os teus filhos nem como a vida é maravilhosa todos os dias. A vida não é maravilhosa todos os dias. Nem mesmo a minha.

10 comentários:

  1. Então é por causa dos elevadores que a preguiça é um pecado capital. De qualquer maneira já tenho o almoço combinado há mais de uma semana, com a minha amiga Madalena de Ortigão e Mello, durante uma curte escala que faz em Portugal, e não me parece gentil desmarcá-lo com tão pouca antecedência. Ainda que fosse, é a minha amiga Madalena, nunca desmarcaria um almoço com ela para o conhecer Pipoco.
    Não fique triste, uso sempre o elevador, o Pipoco não quereria almoçar comigo, afianço-lhe.

    ResponderEliminar
  2. Conheço um otimo restaurante. Vamos? Passo para buscá-lo às 13h.Não se atrase. A vida não tem tempo.

    ResponderEliminar
  3. Nenhuma vida é maravilhosa todo os dias, nem o dia inteiro! Existem momento de felicidade e é importante aproveitar! Acho que "tratar bem" todos os seres e ser sempre o mais simpática possível é algo que quase toda gente valoriza. Então basicamente para merecer um almoço é preciso ser "boa pessoa" e não gostar de elevadores?

    ResponderEliminar
  4. Prefiro continuar nesta restea de ilusao.
    Obg anyway

    ResponderEliminar
  5. Ah, Senhor, que pena estar fora de prazo para cumprir os requisitos... Também , é raro almoçar... não me rende o trabalho se me sinto (mais) pesada.

    ( Esse conjunto de regras - excelentes, diga-se em boa verdade - deveriam valer também para todos os homens, quase-homens, aprendizes de cavalheiros, senhores na idade média e corintos )

    ResponderEliminar
  6. O teu texto deveria ser lido por muita gente, faz todo o sentido, mas as pessoas às vezes andam tão apressadas, que nem para reflectir sobre a vida que têm param para o fazer.

    Bjs :)

    ResponderEliminar
  7. Aqui está um optimo prefácio para um Manual de Civilidade para Jovens Cavalheiro!

    ResponderEliminar
  8. Que grande decepção, pensava que Tio Pipoco tinha a vida perfeita...

    ResponderEliminar