21 abril 2014

Caro Ricardo Araújo Pereira

Lembro-me perfeitamente de, após ter visualizado aquela situação do "Homem a quem parece que aconteceu não sei o quê" ter ficado tão absolutamente deliciado que me dediquei ao estudo intensivo de toda a série Fonseca e, desde esses tempos, ter acompanhado a obra até aos dias de hoje, dessa "Mixórdia de Temáticas" que, a cada três dias, tem uma boa ideia.

Hoje, dando-se o feliz acaso de ter acontecido ofertar a mim próprio um final de dia que me proporcionasse um gin tónico servido por mim próprio, a fazer zapping entre o Mezzo e outro canal cá da minha estima e dei por mim sintonizado nesse tal "Melhor que falecer", tendo decidido ficar por ali a ver quanto valia a coisa, admitindo que a circunstância de estar em casa à hora em que a coisa passa talvez não se repita tantas vezes quantas as que eu desejaria.

E pasmei, meu caro. Aquilo era a rábula que já tinha passado na Comercial, aquela situação do tipo que era agente de um jogador da bola, daqueles fraquinhos, e coseu a mãe do jogador do Arrentela que tinha uma operação marcada só para daqui a sete meses. Uma repetição. Pega o meu caro numa coisa que já fez e toca de voltar a encher chouriços com aquilo, tal e qual eu faço quando não me apetece ser criativo e vou surripar escritos antigos a blogs meus, menos vistosos que este, com a esperança de que ninguém repare (e quase nunca ninguém repara, benza-os deus, a diferença é que eu não vivo de escrever coisas, a não ser relatórios com números e gráficos muito difíceis de ler).


(aposto que lerá isto, a equipa de Clipping não falhará...)

8 comentários:

  1. Caro pipoco, o rap ja tinha dito que um dos textos sera sempre reciclado da mixordia. Teve azar porque viu o unico programa ate agora que so teve um sketch. Ou rabula, como se dizia antigamente. Nao fique assim, homem. Veja os episodios para tras, nao se vai arrepender.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo22.4.14

    Quando as expectativas são muito altas, correm o risco de nos desapontarmos,,seja num mero programa de rabulas..seja na nossa vida..

    Mas continuo a preferir as Mixordias nas manhas da Comercial,,até porque as sigo tds os dias por contigencias laborais :) um bom dia para ti..e gostei muito do teu blogue, arrisco ate a dizer que o prefiro mais que a Pipoca,,,dessas so mesmo salgadas e a ver um bom filme,,:)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo22.4.14

    O que me parece muito claro, caro PMS, é que 20 linhas de critica ao RAP são mesmo um caso de Futebol. Não há como disfarçar isso, Pipoco.
    Também reparei que comendadores regulares de grande nível deste blog se foram abaixo, comentando tão fraquinho...sobre o Benfica.
    Mas o Ricardo está com a dose suficiente de felicidade por agora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No mínimo está a ser ridículo ao relacionar estas linhas com futebol.
      V.as Ex.as, os benfiquistas, sofrem mesmo da mania da perseguição...
      Ó homem, vá lá festejar e deixe-se de idiotices.
      Eu também não gosto do novo programa do RAP, mas se calhar como sou Sportinguista ferrenha, é melhor dizer que "sim...'tá muita giro"

      Eliminar
    2. Anónimo22.4.14

      Vousvousvocê está a dar-me razão......no mínimo.

      Eliminar
  4. O Senhor anda desatento. O piqueno explicou que o Melhor que Falecer teria sempre um replay duma Mixórdia.
    Por exemplo ( ao melhor estilo clipping...)
    http://www.atelevisao.com/tvi/ricardo-araujo-pereira-satisfeito-com-audiencias-de-melhor-que-falecer/

    ResponderEliminar
  5. Eu nunca fui fã de tal senhor. Por isso, limito-me a não opinar sobre a sua "qualidade".

    ResponderEliminar
  6. Se querem rir à séria, vão espreitar a Uva Passa que lá não há repetições! É tudo novinho em folha. Força: a-uva-passa.blogspot.pt.
    Um dia faço uma rábula e vendo-a ao RAP. Hum?

    ResponderEliminar