28 março 2014

Isto não é sobre Abril. Isto é sobre o que somos.

7 comentários:

  1. Sim. Muito mais foice do que flores. Ou, como o próprio diz, nem tudo o que reluz é ouro.

    ResponderEliminar
  2. Ontem li boas críticas sobre esse livro. Acho que vou aproveitar os 20% da Bertrand.. :)

    ResponderEliminar
  3. Viver Abril de 24 e viver Abril de 26, são coisas completamente distintas e diametralmente opostas. Como está comprovado que os extremos se tocam, as memórias pós revolucionárias, para mim, não são seguramente memórias felizes. Acredito que JRC tenha experienciado o PREC do lado de lá, até ter constatado que o lado de lá e o lado de cá eram a mesma m*rda... Vou ler, com certeza que vou.

    ResponderEliminar
  4. E só de pensar que já foi há 40 anos em que tanto andamos para frente como agora andamos para trás.

    ResponderEliminar
  5. Após Abril o que de bom que fizemos foic(se) o que somos ficou, mesmo que seja flor , pouco importou.

    ResponderEliminar