09 janeiro 2014

Cuidado connosco

Nós somos aqueles que puseram bandeiras na janela para apoiar a selecção, somos da raça dos que se vestiram de branco por Timor, da estirpe dos que deixaram de beber Pepsi por causa daquela situação, somos aqueles que se abespinharam com o caso da tia da Comporta, somos dos que não ficaram calados com a problemática da miúda da mala e que não deixam passar em claro quando os posts de uns aparecem nos blogues de outros, somos aqueles para quem Eusébio sempre foi o King e Mandela sempre foi Madiba, nós somos os bravos que que se revoltaram com o Pingo Doce não aceitar cartões e nunca mais lá voltaram e não metemos gasolina nos carros para protestar por não sei quê, somos dos que desligam a luz uma hora do ano para poupar no ozono ou lá o que é, somos os que se revoltam com os vídeos das miúdas que estiveram na casa dos segredos e somos dos que se sacrificam por causas sérias ao ponto de fazer like no facebook.

30 comentários:

  1. Disso tudo a única coisa que fiz foi pendurar a bandeira. Serei portuguesa?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo9.1.14

    Nós somos uns fala-baratos. Todos nós, será?

    ResponderEliminar
  3. Só brinquei com a Tia da Comporta e com a Pêpa. O resto passou-me ao ladinho. Sou uma fútil! (Ah, e claro, Mandela. Mas isso é uma coisa séria).

    ResponderEliminar
  4. (muito mais tranquila agora. É que os últimos posts estavam com uma ambiência algo... sorumbática. Até já estava preocupada...)

    ResponderEliminar
  5. Em todo o caso, não somos tanto como o Ronaldo e não sabemos perdoar. A Pepsi ou outra coisa qualquer...
    Somos mais de esquecer o que realmente merecia a nossa preocupação, e nunca baixar as armas contra quem quer comprar uma mala.

    ResponderEliminar
  6. Je suis désolée. Que coisa devastadora, esta sensação de não pertença. Estou capaz de aqui deixar dois pontos e um p.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo9.1.14

    Caro Pipoco, "causas sérias", que isso das "casas sérias" é coisa que cada vez há menos. SMCL

    ResponderEliminar
  8. Marta Lima9.1.14

    Somos uns activistas de sofá.

    ResponderEliminar
  9. Resumindo, somos os maiores... mas somos sim, uns campeões, grandes paladinos, grandes mesmo.

    ResponderEliminar
  10. Somos tão brandos que chega a ser confrangedor. Devemos ser o povo mais pacífico do mundo!

    ResponderEliminar
  11. Somos tão brandos que chega a ser confrangedor. Devemos ser o povo mais pacífico do mundo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10.1.14

      Aqui , nem por acidente, se podem repetir comentários...a não ser que...mas isso já são outros 5 tostões.Tenho cá um palpite que o seu pode, eheheh

      Eliminar
    2. Oi?! I beg your pardon? Não percebi, mas deixe lá.... Não se mace que não carece...

      Eliminar
    3. Oi? I beg your pardon? Não percebi, mas deixe lá... Não se mace que não carece! :)))) (i.e. hehehehehehe)

      Eliminar
    4. Como eram diferentes...

      Eliminar
    5. Hum... Não percebi outra vez... A repetição das respostas foi propositada e era uma piadola... (A sério... Pregnancy brain! Não se macem!)

      Eliminar
    6. Claro que maço, faz parte da coisa maçar-me. Como percebi a piada, publiquei ambos os comentários. E foi isto...

      Eliminar
    7. Ah... E o Pipoco não costuma deixar passar comentários repetidos é isso? E aquele 1º meu escapou-se-lhe, foi? Ah... percebi! Obrigada pela explicação e bom fim de semana. (Já aquilo do palpite do anónimo... Mas a sério... O anónimo que não se mace... Não carece!)

      Eliminar
  12. Anónimo9.1.14

    E assim vou confirmando que sou incapaz de resistir a uma piada inteligente...

    Maria Helena

    ResponderEliminar
  13. Anónimo9.1.14

    Somos dos que se sacrificam por causas sérias a ponto de interrompermos os nossos afazeres para fazer like (ou correspondente) no blog do Tio, incapazes que somos de resistir.
    Conta ?

    ResponderEliminar
  14. Ahhhhh, os likes, tanta coisa para dizer dos likes e eu agora sem tempo. Bem, sou capaz de arranjar 2 minutos.

    Vejamos este género de like que me causa urticárias várias:
    Sai uma notícia em que aconteceu uma catástrofe e centenas de pessoas infelizmente morreram. De repente olhamos lá para o sitio dos likes e vemos, nada mais nada menos do que 300 likes. Eu que sou lenta que até dói, não consigo perceber se gostaram que tivessem morrido centenas de pessoas ou se gostaram que tivesse acontecido uma catástrofe. É que o símbolo do like com o dedo polegar a apontar para Deus todo poderoso, quer dizer que gostámos de algo e fazemos questão de sorrir e levantar o tal dedo que se veste de polegarzinho. Há aqui algo que não joga, ou então é mesmo o facto de eu não ter sido abençoada com 15gr de inteligência. É. deve ser isso... para a próxima tenho de ter o cuidado de me colocar muito quieta na fila certa, a que distribuí não alecrim, mas inteligência aos molhos.

    Afinal foram mais de 2 minutos...

    ResponderEliminar
  15. Sermos capazes é o que mais importa!

    ResponderEliminar
  16. Somos então os tais do "agarrem-me senão eu mato-o".

    ResponderEliminar
  17. Agora esteve bem, ao embrulhar tudo bem embrulhadinho, depois de um menos feliz.

    ResponderEliminar
  18. E a essência deste texto é exactamente o "nosso" problema!

    ResponderEliminar
  19. o meu grande problema é chegar sempre atrasado às festividades, quando o espumante já envelhece no fundo da garrafa.

    poupe-'nos' meu caro. já basta a alcateia de hienas e símios que dá voltas ao leme deste barquito de pedra estar sempre a apelar a este mítico 'nós'...
    não há 'nós' algum. há apenas negócio (e muitos caprinos na escarpa).
    abraço.

    ResponderEliminar