31 agosto 2013

Finais felizes

Um homem às vezes quase se emociona. Esta é a sala de concertos mais bonita onde já estive, Troldhaugen, às portas de Bergen. Ouve-se Grieg à hora do almoço e lá em baixo, à beira do rio, está o anexo onde Grieg escreveu muitas das suas obras. Ouvir Grieg é sempre espantoso. Ouvir Grieg aqui, de olhos fechados e de bem com o mundo, é outra dimensão e não admira que um homem quase se emocione.

5 comentários:

  1. muito bom este post. de facto é bom ouvir isso!!

    http://ocarteiravazia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Anónimo31.8.13

    Em A Sonata a Kreutzer, Tolstoi põe o narrador a dizer, a propósito da execução da peça de Beethoven « sobre mim, pelo menos, esta peça actuou de um modo terrível; abriram-se como que
    sentimentos novos, parecia-me, novas possibilidades que eu até então não conhecera». E assustado sentencia: “A música na China é negócio de de Estado. E assim devia ser. Não é de admitir que qualquer desconhecido possa, a seu belo prazer, hipnotizar uma ou várias pessoas e as maneje.”

    Grieg também caminhava na montanha e levava o cão, pena não poder colocar aqui uma fotografia com o compositor a descansar de uma caminhada na montanha, com o cão.

    Maria Helena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. desculpe dirigir-me directamente a si numa caixa de comentários, mas gostei de me sentir em sintonia com as suas palavras. (hoje foi tarde de A Sonata a Kreutzer de Tolstoi e Beethoven)

      Eliminar
  3. Três em um: escolheu fazer umas férias espectaculares, que inveja. , ( eu sei que é feio mas é sincero). Os policiais do Jô Nesbo são giros ( só li 2) e so what repetir um ou dois pensamentos ? Pelo menos não o faz com capítulos inteiros como muita gente cá do pedaço. Destes Maias Tavares/Alves, comecei a ler e empanturrei... É que não desceu... Vou seguir a sugestão e pular o capítulo. Não perca o Norte e lindos amanhecers. Boas férias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou contar-lhe um segredo: quando trabalho de manhã, acordo ás 5:45 com o "Amanhcer" no despertador do telemóvel . Deixo a música a tocar enquanto bebo um cafezinho acabado de moer. A seguir vou para a janela fotografar o nascer do sol ( agora não tenho conseguido, porque o mandraço anda preguiçoso), posto a foto no FB como um Bom dia, trato então de mim, e só antes de sair é que desligo a música. É sempre um lindo começo de manhã, mesmo que acorde toda torta.

      Eliminar