26 junho 2013

Olá, sou o Pipoco mais Salgado e estou aqui para ficar limpo

O melhor nestas coisas é assumir. Primeiro resiste-se à ideia, não, comigo não, jamais. Depois a coisa entranha-se e num piscar de olhos damos por nós a habituar-nos à situação, ainda tentamos levar o pensamento para outro nível de exigência mas a coisa acaba por ser mais forte, instala-se, às tantas pensamos que o melhor é ficar um segredo só nosso, podíamos guardá-lo numa caixa fechada, que só abriríamos de vez em quando, só espreitar. Mas a coisa torna-se irresistível, desejamos saber mais, às tantas sabemos mais da coisa do que gostaríamos de admitir, uma sensação Josécidiana, andamos às voltas com o tema e, às tantas, acaba por nos parecer melhor assumir de vez e acabar com o recalcamento de uma vez por todas. Sim, estou a gostar de Muse, e depois?

(nada de Madness nem Uprising nem Undisclosed desires, a situação é assim tão dramática. Mas Resistance, Knights of Cydonia e Supermassive Black Hole já disputam tempo de escuta com a Antena Dois)

14 comentários:

  1. Anónimo26.6.13

    O tio Pipoco viu a luz!!!! Aleluia!!!!

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto e ainda não morri. Não é assim tão mau. Mas que sei eu, eu também gosto de Bandalusa, por isso não sou certamente exemplo para ninguém.

    ResponderEliminar
  3. My dear Sir : It's nothing to be "Ashamed" of ! It is no "Apocalypse Please", no "Assassin" feeling, nothing to be "Baloonatic" about. "Get a Grip", and although "Time is Running Out", you'll "Get the Groove" and make yor "Survival". I prefer in the "Liquid State", this "Hyper Chondriac Music", but that's just me, in my "Shrinking Universe" "Boredom" . Avoid "Sunburn". Enjoy your Holidays.

    ResponderEliminar
  4. Eheheheh!!! Boa!!!
    Resistance é brutalmente bom. E Supremacy? E a versão Can't Take My Eyes Out Off You?

    ResponderEliminar
  5. Senhora Dona26.6.13

    Senhor Salgado, escute lá esta [incluída na banda sonora do filme "The International"] que o Matt Bellamy ajudou a compor:

    http://www.youtube.com/watch?v=a1kXu6vcyC8

    Ao minuto 2:08 dá-se qualquer coisa de sublime.

    ResponderEliminar
  6. Apocalypse Please!
    Os melhores álbuns continuam a ser Origin of Symmetry e Absolution.
    Já os vi ao vivo duas vezes e convencem mesmo quem resiste.

    ResponderEliminar
  7. Ah bem! Não me supreendo assim muito, caro Pipoco, já que nessas faixas que aí indica, a coisa aproxima-se bastante de música clássica (e de heavy-metal por outro lado... YEAH!)

    ResponderEliminar
  8. Eu quero saber é se o Ruben Patrick gosta de Muse. Isso é que me interessa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhora Dona26.6.13

      O Ruben Patrick gosta é disto: http://www.youtube.com/watch?v=YM-41D89rdc !

      Eliminar
    2. Senhora Dona, Imagino o Ruben Patrick um bocado (grande) mais macho! Não me parece o tipo de pessoa que gosta de ouvir um gajo a cantar fininho e mal. Ele até pode gramar de camisas com flores, mas isso é porque lhe falta uma fêmea com um gosto mais refinado para o ajudar... Mas que é macho, é!

      Eliminar
    3. Senhora Dona26.6.13

      Aguardemos então que seja o próprio Ruben a discorrer sobre os seus gostos musicais num post futuro, mas olhe que eu não retiro a minha aposta! O Ruben é rapaz para tocar no seu Corsa adaptado ao chunning o que quer que faça as gajas olharem uma segunda vez.

      Eliminar
  9. Um vinil do Origin of Simmetry fica bem qualquer lado.

    ResponderEliminar
  10. Vá aos b-sides, D. Pipoco!

    http://www.youtube.com/watch?v=v6Hbap9UOXA

    ResponderEliminar