26 abril 2013

Pipoco nunca pergunta coisas

Ofereceram-me um livro de Carlos Ruiz Zafón. Não conheço o autor, mas os títulos dos livros de Zafón podiam perfeitamente ser títulos de livros de Nicholas Sparks.

(E agora? Cedo ao preconceito, meto Zafón na reciclagem de papel e arrisco não ler um autor que se calhar até não é mau ou arrisco perder o meu tempo até descobrir que podia ter estado a comer queijo manchego com pão alentejano em vez de ler Zafón? Problemas, a minha vida é só problemas...)

29 comentários:

  1. Anónimo26.4.13

    Medo. Leia 5 ou 6 páginas talvez...só assim para dizer que não leu...

    ResponderEliminar
  2. Pode comer o queijo manchego com pão alentejano ao mesmo tempo que lê Zafón. Assim não perde tempo nenhum, e fica com o problema resolvido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Snowgaze, não creio que Zafón acompanhe bem queijo manchego com pão alentejano. Eça e Júlio Dinis acompanhariam.

      Eliminar
  3. Leia. Que o preconceito não lhe fica nada bem. Ou não é um homem de experiências?

    ResponderEliminar
  4. Eu respondi a essa questão há uns anos depois de ver uma imagem do Zafón:

    http://fil04.llull.cat/fotos_prot/ruiz_zafon_carlos.jpg

    Não tem de quê.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luna, há debilidades no seu critério. (se fosse válido, não teria lido Oscar Wilde ou Truman Capote)

      Eliminar
    2. Oh Pipoco, aquela camisa?

      Eliminar
  5. Miss M, gostando de experiências tenho que decidir o que faço com o mau tempo. Mas, se me diz para ler, lerei.

    ResponderEliminar
  6. (e Camilo? tão bom ;)

    ResponderEliminar
  7. Anónimo26.4.13

    Oh céus.
    Não me faça isso Dom Pipoco. A Sombra do Vento fez-me tão feliz.
    AnaB

    ResponderEliminar
  8. Leia, Pipoco. É bem melhor que Nicholas Sparks. Quanto mais não seja por se passar numa Barcelona antiga que dá vontade de ter conhecido. Gostei muito d' A Sombra do Vento. Mais ou menos d' O Jogo do Anjo. Pode sempre acompanhar com setas e um Rioja.

    ResponderEliminar
  9. Opte pelo queijo manchego. Sei do que falo.

    ResponderEliminar
  10. Maria Oliveira26.4.13

    Olá Pipoco!

    Nunca li nada de Nicolas Sparks...talvez pelo mesmo preconceito que o Pipoco tem...mas experimente Zafón que não se vai arrepender. Comece pela Sombra do vento, vai conhecer o cemitério dos livros esquecidos e a Barcelona modernista de inicio do século XX. Vá por mim, vai-lhe apetecer voltar a Barcelona e procurar as ruas mencionadas no livro...vai ver :)

    ResponderEliminar
  11. Zafón não tem nada a ver com nikolas sparks. Nada de nada. é comparar a estrada da beira com a beira da estrada amori.

    ResponderEliminar
  12. Não me parece que essa seja uma boa comparação. De qualquer modo eu sou suspeita porque gosto muito de Zafon e acho A Sombra do Vento simplesmente delicioso.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo26.4.13

    Adorei essa da Beira.
    Zafon é um Sparks pseudo-intelectual.

    ResponderEliminar
  14. Orgulho e preconceito tio Pipoco? Não deve negar à partida uma qualquer coisa que desconhece....:-) :-)

    ResponderEliminar
  15. Anónimo26.4.13

    três muito bons do Saramago, pode dizer? os 3 melhores, sim?
    vá, que eu gosto das suas opiniões, e já li qualquer coisinha do que aqui vai desfiando, diga lá agora o que hei-de ler do nosso Saramago. 3 títulos, para ver se não coincidem com os que já li.
    obrigadinha pelo serviço publico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo27.4.13

      O tio pipoco não responde a anónimos. Deixa-nos escrever,e já não é mau. É um senhor muito fino,não liga ao povo!

      Eliminar
  16. Anónimo26.4.13

    Espanhol por espanhol, vá pelo Arturo Pérez-Reverte.

    ResponderEliminar
  17. De Zafon só li a sombra do vento e lamentei o tempo perdido.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo26.4.13

    Oh! Tio pipoco! Sinto-me feliz de não estar só na problemática do livro que irei ler. Resvalo constantemente para os livros que já li, devido à falta de "chamamento" em relação a alguns novos autores. Mas sabe, atreva-se. Afinal de contas, após um mau livro/autor, poderá sempre consolar-se com o dito queijo e desfolhar páginas e parágrafos das suas obras favoritas.

    Além do mais, o queijo ajuda a esquecer.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo26.4.13

    É pá, tanta caganeirice com os livros e os autores, porque este é bom e aquele que vende muito é mau.Porra que vocês secam um molho de urtigões com tantas peneiras!

    ResponderEliminar
  20. S. [Senhora Dona]26.4.13

    Zafón vai bem com caldo de jamón y pollo (canja de galinha sem o arroz mas com farripas de presunto) e Paco de Lúcia. Que é como quem diz: consome-se, mas fica a faltar o hidrato de carbono.

    Não tem de quê.

    Ps.: Já agora, o que me recomenda para acompanhar o "Espião Perfeito", de John le Carré? Ou não devo sequer ponderar este consumo?

    Grata.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo26.4.13

    oh senhores, não se DESFOLHAM Livros, FOLHEIAM-SE Livros.
    serviço público tio pipoco, faça-se serviço público por favor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo26.4.13

      E se ele as quiser arrancar?!

      Eliminar
  22. Anónimo26.4.13

    Pipoco, vá pelo queijo, vá pelo queijo.
    Eu não cheguei ao fim do livro...

    ResponderEliminar
  23. Anónimo27.4.13

    Eu não lia. Tenho ali um Paulo Coelho escondido,e só o tiro quando a pessoa que mo deu vem cá a casa. Um dia vou-me esquecer...bem,coma o pão e o queijo e leia,olhe,a Apologia de Sócrates.

    ResponderEliminar
  24. Só li o Prisioneiro do Céu...lê-se bem. Também gosto de BD...
    Já arriscou ler o 3º Testamento ?
    É uma tetralogia de Dorison e Alice... não é o Ulisses, mas é MUITO bom!
    - Marcos ou o Despertar do Leão
    - Mateus ou a Face do Anjo
    - Lucas ou o Sopro do Touro
    - João ou o Dia do Corvo

    Mas isto sou só eu, uma ignorantezeca da mais fina arte de cultivar o intelecto, vulgo leitura. Beijinho e BFDS.

    ResponderEliminar