18 março 2012

What else?

Mais facilmente acredito que o Clooney negociou umas cápsulas de Volluto com Deus como contrapartida de Ele providenciar que não lhe caísse um piano em cima, do que acredito que aquilo de aparecer com as mãos atadas e ter que pagar cem dólares para sair da prisão não tenha sido um golpe para o filme novo.

(e agora é verter umas gotas de Bushmills sem gelo no copo, colocar Cecilia Bartoli no prato do gira-discos e esperar pelos comentários em que as palavras "activista", "Sudão" e "montanhas de Nuba" serão gritadas aos meus ouvidos insensíveis por quem não faz a mínima ideia do que se está a passar)

11 comentários:

  1. Por acaso o Clooney já anda há vários anos envolvido em questões deste género... não quero nem posso acreditar que seja só marketing.

    ResponderEliminar
  2. Ia dizer o mesmo que a S. Aliás, ele não só publicitou os produtos da Nespresso, como participou em viagens às plantações e produções de café. Se fosse apenas marketing, ele não desperdiçaria o seu tempo a viajar para zonas pouco desenvolvidas da América do Sul, nem para África.

    ResponderEliminar
  3. S, Joana, a questão não é saber se o Clooney anda envolvido em campanhas. A questão é saber que campanhas são, se o Clooney está do lado certo ou sequer se há lado certo.

    ResponderEliminar
  4. Ó Pipoco, não seja mauzinho, que o Clooney sempre andou envolvido em questões humanitárias.
    Não percebo o que queres dizer quando questionas que tipo de campanhas são.
    Não sei se haverá um lado certo em algumas questões do Sudão. Não sei opinar acerca da pretendida anexação de Darfur e de Kardofan ao Sudão do Sul.
    Mas há com toda a certeza um lado errado: o governo de Cartum, que sempre tentou impor a lei islâmica pela força, que nunca respeitou a diversidade e que, apesar de nascida de um acordo de paz, nunca aceitará a independência do miserável Sudão do Sul, que nem fronteiras definidas tem e onde apenas 1% da população tem conta bancária.
    E quando todo o mundo sabe que a maneira de não aceitar vem em forma de massacre à população, em forma de fome e em forma de impedimento da ajuda humanitária, quando há dezenas de milhares de refugiados dependentes dela, quer-me parecer que o Clooney não estará do lado errado.

    ResponderEliminar
  5. Epa seja o que for, com mãos atadas, pés descalços, o homem é MUST de qualquer maneira! Ai nota-se muito que aquela barbinha me tira do sério?

    ResponderEliminar
  6. Caro Pipoco, resuma a sua sátira aos pseudo famosos nacionais já que, permita-me o elogio, o faz de forma brilhante. Não pretenda imiscuir-se em campeonatos que não os seus.

    ResponderEliminar
  7. O crime também não foi assim tão grave que precisasse de uma fiança maior. Meninas, parece-me que o Pipoco quer "provocar" as fãs incondicionais do George Clooney... E parece que está a conseguir :)

    ResponderEliminar
  8. O Clooney vai ser como o Reagan mas em bom.
    Vai ser Presidente dos States.
    Mark my words. Ele diz que não e tal, mas vai lá parar mais mandato, menos mandato.

    ResponderEliminar
  9. Não esquecendo que só é mostrado pelos jornais aquilo que eles acham politicamente correcto,tendo por finalidade'moldar' a nossa maneira de pensar, acho que muita gente acreditou nisto! Muitas pessoas ingénuas =)

    ResponderEliminar
  10. Pipoco, seu provocador sensível, terá de fazer muito melhor que isto se quiser que lhe "grite" aos ouvidos insensíveis (não sabia que tinha problemas de audição).

    ResponderEliminar
  11. E se for "por quem faz toda a ideia do que se está a passar", já serve?

    ResponderEliminar