28 janeiro 2011

Das noites

O jantar até nem estava a correr mal, ela é bem apessoada, boa estrutura óssea, sem demasiada maquilhagem, unhas cuidadas, saia-casaco de bom corte, foi pontual, carro limpo e sem lenços de papel espalhados pelo chão.

Só que, ainda antes da chegada dos pratos, ela disse, muito segura, que a escolha daquele restaurante tinha sido "na muge". E repetiu, "na muge".

E eu lá me arrastei até ao fim do jantar, contando os minutos que faltavam. Sim, depois ligo...

34 comentários:

  1. Anónimo28.1.11

    Pois... falou... estragou!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo28.1.11

    Pipoco é perfeccionista. Está fodido, fica sozinho para o resto da vida. Talvez seja melhor assim, menos uma pessoa um aturar um snob-chic.

    ResponderEliminar
  3. O que só prova que um invólucro aprumado não pressupõe um conteúdo condizente. Continue a tentar Pipoco.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo28.1.11

    Juro que não estou a perceber nada.
    Então mas o pipoco não está fora do mercado?

    ResponderEliminar
  5. Foi um deslize, Pipoco.
    Pena que à conta disso a queda se preveja irreversível.

    ResponderEliminar
  6. Se ela não fosse bem apessoada, teria sequer sido convidada para jantar?

    ResponderEliminar
  7. Anónima28.1.11

    Muge não é ali para Salvaterra de Magos? Ela quereria que o Pipoco (ou amigo do Pipoco que vivenciou esta situação) a tivesse levado a jantar lá? Talvez fosse isso, e o Muge não lhe saísse da cabeça ...

    (a sério, você não percebeu mais cedo humm o interior? teve de a levar a jantar para apanhar com tão grande banhada?)

    ResponderEliminar
  8. Anónimo28.1.11

    Sei do que fala Pipoco, sei do que fala.

    Mas não é desculpa para fugir ao ringue, um dia olha para trás e diz: Fui um bocado "esquisitinho", fui fui!

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Pipoco, já pensaste na hipótese de ela estar meia constipada e a precisar de "dacex do dariz"?

    ResponderEliminar
  10. prefiro, de longe, os papeis espalhados pelo carro..

    ResponderEliminar
  11. Boa estrutura ossea é uma descriçao e tanto...falta apenas saber se tem boa densidade óssea...

    ResponderEliminar
  12. Não desistas Pipoco! A persistência por vezes é uma qualidade... E há sempre uma tampa para uma panela por aí algures, é só procurar..

    ResponderEliminar
  13. Anónimo28.1.11

    Há um filme cujo titulo é +ou - « Como perder um homem em 10 dias» ,porque não uma versão melhorada ,sugiro «Como põr a andar um gajo em 10 segundos »,porque um homem que me definisse pela estrutura óssea ,seria com certeza descartado,não há é necessidade de melindrar egos ,pelo que a melhor forma de o fazer é levá-lo a pensar que foi você a descartar...
    É infalível!!

    ResponderEliminar
  14. Pode ter sido dos nervos :b.

    ResponderEliminar
  15. Oh coitada... perdoa o erro da senhora... ou então dizias "na mouche", com um sorriso.

    ResponderEliminar
  16. ...pois...certamente terão sido nervos [ ou isso ...ou então a moça será um pouco Para o fanhoso e o Pipoco não deu conta antes ... ;)]

    ResponderEliminar
  17. LOL ... pois é uma pessoa fica logo desanimada ( para não dizer outra coisa) :).
    Mas oh pipoco, pense bem ... olhe se a moça tivesse dito prontuussxxchhhsss, não acha que seria bem pior?! :-)
    Dê-lhe mais uma oportunidade e assim como não quer a coisa corrija-a.~
    Beijinho

    ResponderEliminar
  18. Que belo critério para despachar uma potencial candidata a-sabe-se-lá-o-quê... tenho ideia que um dia olha para trás e vai recordar-se do "na muge" com um sorriso e a estrutura óssea já não vai estar bem nítida na memória... mas enfim...

    ResponderEliminar
  19. Eu acalentava a esperança de um dia me cruzar com o Pipoco, sabendo de antemão que Pipoco tombaria de paixão por mim no momento em que seus olhos vislumbrassem a minha magnífica estrutura óssea, os meus belos olhos castanhos, os meus lábios cor de sangue que foram, certamente, cinzelados por um qualquer Miguel Ângelo divino ao serviço do criador.

    Mas, infortúnio dos infortúnios – há um carro descuidado entre nós. Há um raio de um carro que teima em não se limpar sozinho, que teima em não ir, por iniciativa própria, tratar da sua higiene (ia por pessoal, mas não me pareceu bem). Assim sendo, e como consequência da parvoíce deste carro, não haverá unhas bem cuidadas, nem fatinhos de bom corte, nem breves vislumbres de um decote fatal (obra do mesmo artista divino), nem prosa irrepreensível e cheia de palavras temperadas pelos mais diversos sabores e aromas, que minimizem o facto do carro ser um descuidado de primeira, o parvo.

    Pipoco, não é nada bonito frustrar assim as expectativas alheias. Agora vão ser anos e anos de psicanálise para me recompor. Repense lá essa coisa do carro todo limpinho...

    ResponderEliminar
  20. Ela agradece o "depois ligo", de certeza! Não se martirize tanto...

    (bolas, isto foi das piores coisas que li por aqui)

    ResponderEliminar
  21. Anónima benfiquista28.1.11

    Acho que este post teve o intuito de atiçar o mulherio...
    Certo Pipoco?
    Pois muito bem: conseguiu!

    ResponderEliminar
  22. Deslize fatal!
    Beijinho,
    Sofia

    ResponderEliminar
  23. Se calhar o pipoco entendeu mal. Se calhar foi isso. Veja lá!

    ResponderEliminar
  24. Ahahhhaha!!!! Não sei mais que dizer, só mesmo um HAHAHAH!!

    ResponderEliminar
  25. Um homem que me dissesse "na muge" também ia corrido.

    ResponderEliminar
  26. O teu "sim, depois ligo" parece-me tão deselegante quanto todos os "na muge" que ela possa ter dito.

    ResponderEliminar
  27. Andreia29.1.11

    Adoro ver a quantidade de nós que o Pipoco dá com estas histórias.

    «ela» não mostrou mais do que aquilo que era: simples.

    ResponderEliminar
  28. Errar é humano -.-' coitadinha da moça

    ResponderEliminar
  29. Porquê o "sim, depois ligo"?

    ResponderEliminar
  30. hmmmm...as melhores pessoas são capazes das piores coisas.

    pense nisso.

    ResponderEliminar
  31. Anónimo19.2.11

    hahahaahha!

    ResponderEliminar
  32. Anónimo19.2.11

    hahahaahha!

    ResponderEliminar