11 dezembro 2010

Pipoco pensava que já não havia lojas capazes de o impressionar

Eu tinha um sobretudo igual ao do Georges Moustaki, apesar de as pessoas me dizerem que era um sobretudo parecido com um que tinha o Leonard Cohen, para mim sempre foi um sobretudo igual ao do Georges Moustaki, acontece que esse sobretudo acabou os seus dias esquecido no Cafe de la Paix, se eu fosse um sobretudo, ainda para mais parecido com o sobretudo do Georges Moustaki, gostaria de terminar os meus dias no Cafe de la Paix, mas o que eu queria realmente dizer é que entrei ontem pela primeira vez numa loja chamada "Desigual" e comprei lá um sobretudo para substituir o meu sobretudo parecido com o do Georges Moustaki e acontece que agora tenho uma sobretudo parecido com o do Chris Martin e posso assegurar-vos que é a peça mais abichanada excêntrica do meu closet guarda-fatos.

8 comentários:

  1. Esta seria a publicação perfeita, se o autor se tivesse recordado de adicionar uma fotografia sua, envergando o sobretudo, na qual, evidentemente, não seria possivel visualizar o rosto.

    ResponderEliminar
  2. Por esse caminho ainda vai acabar na Zara!

    ResponderEliminar
  3. E assim cai um mito... Desigual? Já estou como a Cuca. Não tarda nada acaba na Zara.

    ResponderEliminar
  4. Mas cuidado Pipoca... duvido ao excessivo uso da marca, a Desigual tornou-se igual.

    ResponderEliminar
  5. Não sei se é pior assumir que sabe o que o Chris Martin veste, ou regozijar-se por ficar parecido com ele... Agora tem de parar de ingerir fibras, que sem o ar de obstipado crónico do rapaz o look não funciona.

    ResponderEliminar
  6. desigual?!? é a loucura ... :)

    ResponderEliminar
  7. desigual? é a queda de um mito...

    ResponderEliminar
  8. Ana pensava que Pipoca já não seria capaz de a impressionar.

    ResponderEliminar