04 outubro 2010

Não se preocupem, eu estou bem, sou o Pipoco

Que sim, afinal talvez eu não seja de ferro e me angustie enquanto não tenho a certeza que a bola pára no seis preto em que apostei, talvez me faça falta uma vez por outra ter alguém à minha espera no aeroporto, talvez devesse parar antes de arriscar sem rede, talvez me deixe um nó na garganta ter pessoas à espera de uma palavra de confiança minha e eu sem nada para dizer, talvez devesse passar menos tempo em hotéis, talvez não me fizesse mal chorar, talvez isto às vezes não devesse ser apenas um blog.

16 comentários:

  1. Pipoco em modo cachorrinho.
    É dormir duas horas que essas dúvidas passam todas.

    ResponderEliminar
  2. Se calhar não era mau, sabe?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4.10.10

    Este post faz parte da colectânea que saiu na tal noite do café duplo ao jantar?

    Maria Helena

    ResponderEliminar
  4. Ora Pipoco, e se a minha avó tivesse rodas talvez fosse uma trotineta..
    Tudo isso que para aí diz é de fácil resolução e só depende de si, ou do seu dono, ou do escritor que inventa isto (não fosse isto apenas um blog)

    ResponderEliminar
  5. Quem não sente não é filho de boa gente, sempre ouvi dizer e nem em todos os dias se consegue vestir o fato de super herói.

    ResponderEliminar
  6. Pipoco mais a fugir para a realidade, não?

    Calma, é o que se quer.

    ResponderEliminar
  7. aposta antes no sete vermelho, reserva um táxi, subscreve um seguro de saúde, arranja um livro de citações, compra uma tenda, entretém-te a descascar cebolas, isto será sempre mesmo só um blog.

    ResponderEliminar
  8. Pipoco em modo realista!

    ResponderEliminar
  9. Inspirado no filme "Nas Nuvens", fazendo o papelzito do Clooney?

    Que peninha.

    ResponderEliminar
  10. tãnger, pelo menos você, admiradora da minha obra de há tantos anos, já deveria saber que aqui nada é o que parece

    ResponderEliminar
  11. Homem, pare de me chamar Tânger, que isso faz-me lembrar um bazar foleiro que existe em Tavira.
    [Sim, bem sei, nada é o que parece. Tampouco os meus comentários serão o que querem parecer]

    Tan ge ri na, sim? :)

    ResponderEliminar
  12. Mãe P.5.10.10

    Gostei de ler ( não que não goste dos outros posts), parece-me sentido e sincero.
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. tanger, não me negue este pequeno prazer, logo a mim que tenho tão poucos prazeres na vida (eu sei que você simpatiza imenso comigo...)

    ResponderEliminar
  14. Pelo menos tirou o crcunflexo.


    Um dia hei-de conseguir que pronuncie o meu nome.

    ResponderEliminar
  15. tanger, era um til e foi engano. Estou sempre a enganar-me, pergunte a quem quiser.

    ResponderEliminar