04 agosto 2010

Ficava a noite inteira a ouvi-la, a sério que sim, duas semanas é muito tempo e ela vem diferente no final destas duas semanas, ouço-lhe as histórias de pessoas com nomes estranhos, ouço-a falar de sítios onde eu não estive, e também é estranho ela ter estado em sítios onde eu nunca estive, é estranho e deliciosamente bom, vejo as fotografias e lá está ela a sorrir, a jogar ténis, a ler, fico a pensar que, de repente ficou crescida, a mulher da minha vida.

7 comentários:

  1. Eh lá... trocaram outra vez de blogs?? E não avisaram?? Este post não pode ser do Pipoco, não, não... há aqui qualquer coisa que não bate certo...

    ResponderEliminar
  2. É assim que damos pelos anos passarem, a ver os nossos filhos crescerem :)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4.8.10

    Os meus filhos também estão de férias
    ;)
    Um beijinho
    Ana

    ResponderEliminar
  4. o meu era o mais pequeno da colónia - a mascote. foi altamente mimado lá, até mais do que em casa. pior mesmo foi ouvir non stop os hinos.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo4.8.10

    Daqui a uma série de anos ainda vai ser assim ;) (oops estou a revelar as minhas teias de aranha. Raios!)

    Maria S

    ResponderEliminar
  6. Às vezes olho para os meus e penso como foi possível... os bebés transformaram-se, deixaram de o ser, e eu... nem dei por isso. Se bem que, de algum modo, aos 6, 15 ou 30 serão sempre bebés aos meus olhos.
    Desfrute!

    ResponderEliminar