27 julho 2010

Sobre a numeração, Romana!

Querida Romana,



Encontro-me temporariamente a escrever no blog dum ser cultíssimo e intelectualmente estimulante, de seu nome Pipoco Mais Salgado. Estou nervosa porque sou uma catraia, não tenho arcaboiço para esta tarefa, mas armei-me em pingarelha e lá vim armada em boa. Ele sabe disso por isso "continua-me chamando assim bebé, bebé, bebé".

Ele escreve posts que tentam ser fúteis e a imitar outra estrela da blogosfera mas em versão masculina mas depois a cagança não o deixa seguir a linha editorial e vai de se cagar às postas que tem de ir viajar em negócios, e que a seguir vai com a sua vuvuzela de oiro para a África do Sul, que tem uma vivenda com sotão e cães e sobrinhos e filhos.

Mas, o mais grave, Romana da minha vida, é que ele escreve posts numa numeração que ao que me consta, é a tua. Este plagiador implacável, vê lá tu!

E eu, Romana minha grande querida, aqui te rogo, pela alminha dos falecidos cabelos loiros naturais da tua tia Ágata, pela sofrimento que me infligiu a possibilidade do parto do teu primo Francisquinho ser transmitido em directo pela TVI, que me digas como se faz. Mete-se letras ao acaso? Tu finges que tocas piano no teclado do pc com o caps lock ligado e aparecem aquelas letrinhas?

Ajuda-me, por favor. Preciso de espetar um post com a numeração, Romana. Para depois poder cantar alto e a bom som, a este pseudo Pipoco, o "Não és homem para miiiim, eu mereço muito maaaais".
Sempre tua (e de quem mais alto licitar o meu decote aqui),

Pólo Norte

3 comentários:

  1. Pólo Norte Maria, aquilo lá na tua casa, está um pouco para o estranho...

    ResponderEliminar
  2. Mas esta gaja ainda existe?

    ResponderEliminar