16 abril 2010

(Powered by Gordon's)

A verdade é que estou profundamente desgostoso, isto não se faz, é uma cabala, eu sou um tipo que liga a estas coisas, sou do tipo sensível, já chorei (bem, quase chorei...) a olhar para o 3 de Mayo, do Goya, no Prado, já ofereci o dinheiro que faltava para uma mulher comprar uns Loubotin em Paris, isto deveria ser suficiente para que todos os meus pequenos caprichos fossem atendidos, e não foram, o meu post para cinco comentários teve um erro grosseiro de análise de tendências e o dos trinta comentários vai pelo mesmo caminho, eu sou o que ofereceu Pamuk a um homem desconhecido na Bertrand do Chiado só porque achei que ele teria que ler, tinha cara de quem gostaria de ler Pamuk, ele estava mais inclinado para escolher Rodrigues dos Santos e deixava o Pamuk porque não podia levar os dois e Pamuk era capaz de ser o momento decisivo para aquele rapaz que eu não conhecia, eu ligo a estas coisas, havia um post para cem comentários com uma fotografia minha e agora não sei, perdi a esperança, já não creio em nada, a vida é como é e não como nós a desejamos.

18 comentários:

  1. Oh Pipoco, Pipoco... não percebeu que para ter um blog "azulinho"de sucesso tem de falar mal de alguém ou de alguma coisa que muita gente gosta?
    A esfera em que se move não é pêra doce, não.

    :D

    ResponderEliminar
  2. Era mais giro se tivesses mencionado o Cinco de Mayo.
    Isso sim, era belo de ser referido!

    ResponderEliminar
  3. Tu chegaste aqui com a mania. Pessoal com a mania já temos. Fica-te mal certas coisas. Os sapatos, por exemplo. E a arrogância. Eu tmb uso arrogância e a mania, mas não quero ser famosa como tu, nem durante um ano, nem menos que isso.

    ResponderEliminar
  4. Pipoco, diga que está retido num país exótico por causa do vulcão.

    ResponderEliminar
  5. Pipoco, Pipoco...está um passinho mais perto do objectivo: dramaqueen mode on. ;)

    ResponderEliminar
  6. Estou com a Bad!
    Diga que está retido num qualquer aeroporto por causa do vulcão!
    E aproveite e fale-nos das mulhres libidinosas com quem se cruza!

    ResponderEliminar
  7. Bad, Ana, estou retido em Barajas (e há locais exóticos em Madrid...). Infelizmente não há mulheres libidinosas, parte delas passaram a noite aqui e se há coisa que reduz a líbido é uma noite passada num aeroporto.

    ResponderEliminar
  8. Homem a sério só chora se levar um pontapé nos tomates.

    Ou pronto, se vir uma obra de arte ou viva uma situação que lhe relembre essa situação.

    ResponderEliminar
  9. Mak, note que eu fui prudente, disse que "quase chorei". E a obra fez-me chorar exactamente pelo que diz, fez-me recordar o tempo em que eu próprio me vi perante um pelotão de fuzilamento (piscadela de olho a Garcia Marquez), trigémeas enfermeiras.

    ResponderEliminar
  10. Oh! Não me diga o Pipoco que é da família dos Buendías! :o
    Espero que se livre do destino fatalista dos seus familiares.


    *

    ResponderEliminar
  11. blábláblá boooooring!!!!!!!! :P

    ResponderEliminar
  12. Mulher certa, estou aqui à espera de voo, maneiras que tenho algum tempo livre, vai daí, fiz uma análise consciente ao meu comportamento e prometo-lhe solenemente que vou mudar, vou ser menos arrogante, prometo não ficar famoso, e isso. E também vou rever a situação dos sapatos, eu próprio já tinha concluído que os sapatos me ficavam mal.

    ResponderEliminar
  13. Ó caraças, ó senhor Pipoco, eu ía mesmo jurar que mais parece um certo senhor de linhagem distinta, a quem lhe faleceu um tio recentemente e tem um criado malcriado...
    Fosga-se, é que parecia mesmo...

    ResponderEliminar
  14. LOLOLOL Tudo estava a ir bem, descobri o blog hoje, as leituras estavam a ser agradáveis, mss perdi a compostura quando vi a foto do sapato e a do livro LOLOL muito bom!
    Posso desempenhar aqui o papel de defensora do Pipoco contra comentários críticos, direi amen a tudo o que o Pipoco disser. Assim o blog ficará mais completo!

    ResponderEliminar
  15. Espero que tenha consciência do estado de saúde do senhor a quem ofereceu o livro, que Orhan Pamuk não é para cardíacos. Toda a gente sabe que Bósforo ao início do dia e o coração pára pelo meio da noite.

    [Nice blog :) ]

    Ana*

    ResponderEliminar
  16. bem... funcionou =P

    ResponderEliminar
  17. Olha que não, Rachel, olha que não. Afinal não há coincidências. Só meras ilusões virtuais.

    ResponderEliminar
  18. A intertextualidade literária no blogue uma gaja ainda vai apanhando aos pouquinhos... Agora as densas teias de análise psicológica ao carácter e intenções do Sr. Pipoco nos comentários... irra, não são para qualquer um. Ia jurar que era inócuo, mas às tantas mais vale não arriscar.
    ...
    Mas já que o Sr. está em Madrid, aproveito e volto a votar: manchego.

    ResponderEliminar